LGBT
02/08/2019 21:52 -03 | Atualizado 02/08/2019 21:58 -03

Cearense Valentina Sampaio é a primeira modelo trans da Victoria's Secret

“Um sonho realizado e que representa muito." 🏳️‍🌈

Reprodução/Instagram/@Valentts
Aos 21 anos, Valentina já foi pioneira ao ser a primeira trans na capa da Vogue Paris e a representar a L’Oréal.

A brasileira Valentina Sampaio, de 21 anos, será a primeira mulher trans a integrar o time de modelos da marca de lingerie norte-americana, Victoria’s Secret. Ela estará no próximo catálogo da linha “Pink” da grife.

“Um sonho realizado e que representa muito”, disse Valentina em suas redes sociais. Em seguida, celebridades, fãs e outras modelos comemoraram a notícia. “Uau, finalmente!”, escreveu a atriz trans Laverne Cox; “Só as brasileiras para fazer essa marca renascer”, escreveu um seguidor.

A cearense, que é natural Aquiráz, na região metropolitana de Fortaleza, chamou atenção quando se tornou a primeira transexual a ser garota-propaganda da marca L’Oréal Paris, em 2016.

Neste mesmo ano, estreou na São Paulo Fashion Week (SPFW). Em 2-17, foi novamente pioneira ao ser a primeira modelo trans na capa da Vogue Paris.

Ela estreou nas passarelas em 2014, no Dragão Fashion Brasil, evento de moda tradicional do Ceará ― e desde então sua carreira deslanchou.

Na época em que foi capa da Vogue Paris, Valentina disse que o convite foi uma “felicidade gigantesca” e que a ascensão de sua carreira foi algo “muito rápido”, que ela não esperava. Ela tinha apenas 18 anos.

Um anúncio significativo em meio a polêmicas

O anúncio de Valentina como primeira mulher trans a estampar uma campanha da marca vem em meio à polêmicas. Tanto a grife quanto seu evento anual, o Victoria’s Secret Show, enfrentam críticas pela falta de diversidade e por não acompanhar tendências contemporâneas da indústria da moda.

Ano passado, ao negar que contrataria modelos trans e plus size para o desfile, Ed Razek, chefe de marketing da empresa, causou revolta e levou a modelo trans norte-americana Nikita Dragun, a fazer um protesto silencioso. Ela fez seu próprio ensaio como “angel” e divulgou em suas redes sociais.

Em meio a polêmicas, o desfile talvez não aconteça neste ano. Foi o que a modelo Shanina Shaik, que já desfilou cinco vezes para marca, disse ao jornal australiano The Daily Telegraph nesta semana. 

A grife não confirmou a informação, mas já havia divulgado que, neste ano, o desfile das “angels” não será televisionado pela primeira vez em 20 anos. Modelos brasileiras como Gisele Bündchen, Adriana Lima e Alessandra Ambrósio já fizeram parte do time de estrelas da marca. 

As imagens para o catálogo em que Valentina participa foram feitas em junho deste ano, em Nova York, nos EUA. Ela foi fotografada pelo fotógrafo Sebastian Kim. Ainda não há data para que o novo catálogo seja divulgado pela marca.