MULHERES
04/10/2019 20:43 -03 | Atualizado 04/10/2019 20:52 -03

O dia em que uma jovem expulsou um homem do vagão feminino no Metrô do Rio

Vídeo em que a atriz da TV Globo, Laryssa Ayres, aparece discutindo com rapaz no transporte público viralizou na redes sociais.

Reprodução/Redes Sociais
Vídeo feito por usuário do Metrô mostra atriz da TV Globo se juntando ao coro de mulheres que pedia para homem sair do vagão.

Um vídeo em que a atriz Laryssa Aires discute com um homem que se recusou a sair do vagão feminino no metrô do Rio de Janeiro viralizou nas redes sociais. A jovem ficou conhecida por interpretar a personagem Jéssica em Malhação. 

Nas imagens que estão circulando na internet, Aires pede gentilmente para o homem sair do vagão e explica que existem horários específicos para o uso exclusivo de mulheres. 

O homem então argumenta, pedindo para “tirar um monte de mulher do outro vagão”. Neste momento, outras mulheres se envolvem na discussão até o ponto em que um segurança chega e intervém, retirando o homem do vagão.

A lei determina que, das 6h às 9h e entre 17h e 20h apenas mulheres podem acessar o vagão especial.

Assista ao vídeo abaixo:

A atriz explicou detalhes da discussão em um vídeo publicado no Instagram. Ela diz que ouviu uma confusão e foi se informar, mas acabou se envolvendo.

“Eu não me aguento (...). Fui até lá e perguntei a uma moça o que estava acontecendo. Ela me disse que ele não queria sair e estava batendo no peito dizendo que não iria sair e que não tínhamos direito nenhum”, disse.

Segundo a atriz, o homem não teria atendido aos pedidos anteriores para que deixasse o vagão. “O que eu fiz ali foi para mostrar que nós mulheres temos voz. Foi-se o tempo que a gente abaixava a cabeça para eles”, ressaltou. 

O caso aconteceu na última quinta-feira (3), mas viralizou nesta sexta-feira (4) e chegou a ficar entre os assuntos mais comentados no Twitter. Publicações que divulgaram o vídeo do momento já contam com 2 milhões de visualizações. 

Nas redes sociais, da mesma forma que a atriz teve sua atitude elogiada por usuários, também foi criticada. “Sem necessidade esse show”, escreveu uma internauta. Enquanto outros, a defenderam: “Ela está exercendo o direito dela.”

Segundo a atual legislação, no Rio de Janeiro, o chamado “vagão feminino” em trens e metrô deve ser respeitado durante os seguintes horários: de 5h às 9h e entre às 17h e 20h. Em caso de descumprimento, o infrator deverá pagar multa.

O caso envolvendo a jovem ganhou visibilidade, mas não foi a primeira vez que mulheres passam por situações como estas em vagões exclusivos ― e a rotina de desrespeito às regras é constante.

Em julho deste ano, outro homem se recusou a sair do vagão feminino e seguranças foram chamados. Mas, neste caso, a intervenção não funcionou. Caso também ganhou repercussão após uma passageira filmar o momento.

“Imediatamente quando eu percebi a situação, levantei, fui para perto dele e solicitei que ele saísse. Afirmei que não tinha nenhum tipo de negociação, que ele não tinha que tentar negociar nada com a gente, que é a lei”, disse uma das passageiras ao G1

De acordo com as passageiras em depoimento ao site e ao jornal Bom Dia Rio, o homem teria embarcado na estação Presidente Vargas e, após discussão, o botão de emergência teria sido acionado na altura da Cinelândia. Seguranças entraram, mas ele foi convencido a sair só na estação seguinte.

Estatísticas do Instituto de Segurança Pública (ISP) registram aumento de casos de assédio no transporte público do Rio de Janeiro. Em 2017, o ano terminou com 156 registros de violência sexual. Em 2014, foram 30 casos.