NOTÍCIAS
29/05/2020 18:21 -03

Justiça Eleitoral dá 3 dias para Bolsonaro se manifestar sobre inquérito das fake news

Decisão do TSE sobre compartilhamento de provas pode dar fôlego para processo de cassação da chapa do presidente.

Andressa Anholete via Getty Images

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) deu 3 dias para o presidente Jair Bolsonaro e o Ministério Público Eleitoral se manifestem sobre o compartilhamento do inquérito sobre fake news que tramita no STF (Supremo Tribunal Federal). A decisão do ministro Og Fernandes, corregedor-geral eleitoral atende a um pedido do PT (Partido dos Trabalhadores).

Advogado do PT no TSE na ação que investiga impulsionamento de mensagens, Eugênio Aragão pediu para que as provas colhidas no STF no inquérito das fake news sejam compartilhadas com o TSE. Após ouvir os dois lados, Og Fernandes vai se decidir, com ou sem resposta das partes, segundo explica a corte eleitoral em nota.

A decisão pode dar fôlego para o processo de cassação da chapa de Bolsonaro com o vice-presidente Hamilton Mourão. Fazem parte das provas colhidas pelo Supremo no inquérito das fake news a quebra do sigilo fiscal e bancário do dono da rede de lojas Havan, Luciano Hang, e de outros empresários que engloba um período de parte da campanha presidencial de 2018.

A decisão do ministro do Supremo, Alexandre de Moraes, vai de julho de 2018 a abril de 2020. No fim do ano passado, questionada pelo HuffPost, a candidata à vice-presidente na chapa do PT, Manoela D’Ávila (PCdoB) levantou suspeita de que grandes lojas de varejo poderiam estar por trás dos disparos de notícias falsas na campanha eleitoral.