NOTÍCIAS
15/03/2020 09:16 -03

Exame de Trump dá negativo para coronavírus após encontro com comitiva de Bolsonaro

Casa Branca disse que presidente não tem sintomas. A partir de agora, todos que forem encontrar Trump terão a temperatura verificada.

Na noite de sábado (14), a Casa Branca anunciou que o teste do presidente Donald Trump deu negativo para covid-19, a doença causada pelo coronavírus.

Em um memorando, o médico de Trump disse que recebeu a confirmação de que o teste do presidente era negativo, acrescentando que Trump estava “livre de sintomas”.

Médico do presidente Trump diz que teste do presidente deu negativo para coronavírus

O presidente disse aos repórteres no sábado que havia feito um teste na noite anterior para o covid-19, depois que indivíduos que estiveram perto dele deram positivo. Trump disse no sábado que sua temperatura estava “totalmente normal”.

O exame foi feito especialmente depois que Trump teve contato com Fabio Wajngarten, secretário de Comunicação do presidente Jair Bolsonaro, que posou para uma foto com Trump e vice Presidente Mike Pence em Mar-a-Lago. Wajngarten testou positivo assim que voltou de viagem, mas como o HuffPost Brasil informou, ele já tinha sintomas nos Estados Unidos e se recusou a fazer o exame lá.

Outros parlamentares que entraram em contato com Wajngarten, incluindo os senadores Rick Scott (Flórida) e Lindsey Graham (Flórida), ficaram em quarentena.

No sábado, a Casa Branca anunciou que iria verificar as temperaturas de quem entra em contato próximo com Trump ou o vice-presidente Mike Pence. Pence, que também estava perto de indivíduos que deram positivo para o covid-19, disse no sábado que ainda não havia sido testado, mas ficaria “feliz” em fazê-lo e consultaria o médico da Casa Branca.

O presidente não vinha acatando recentemente conselhos de especialistas sobre como evitar contrair ou espalhar o vírus. Na sexta-feira, em uma conferência de imprensa sobre o coronavírus, Trump apertou a mão de outros palestrantes e ficou próximo de muitas pessoas - apesar das recomendações de especialistas em saúde de que os americanos pratiquem “distanciamento social” para impedir a propagação do coronavírus.