ENTRETENIMENTO
03/08/2020 09:02 -03

Como era o mundo quando 'Torre de Babel' passou na TV pela primeira vez

A polêmica e violenta novela que estreou em maio de 1998 chega ao catálogo do Globoplay nesta segunda (3).

Adicionada nesta segunda (3) no catálogo do Globoplay, Torre de Babel, que estreou na Globo no dia 25 de maio de 1998, não foi um sucesso logo de cara. Aliás, o folhetim de Silvio de Abreu é um caso clássico de como a recepção do público pode mudar os rumos de uma novela.

Vendida como “forte, verdadeira e emocionante”, a trama cheia de violência crua e temas polêmicos deu um susto nos espectadores. Mas o autor ouviu o clamor popular e Torre de Babel virou o jogo e se transformou em um sucesso. Muito por conta do mistério “quem explodiu o Tropical Towers?”.

Mas também, como você acha que o público reagiria a Tony Ramos como um vilão bruto e rancoroso? Claudia Raia, antes muito ligada a papéis cômicos, como uma serial killer? E pior ainda, ver Tarcísio Meira e Glória Menezes, o casal mais icônico da teledramaturgia brasileira (e da vida real!) como um casal amargo e sem amor. O Brasil ficou chocado.

A trama começa em 1978, quando o perito em fogos de artifícios José Clementino (Tony Ramos) trabalhava como pedreiro na construção de um prédio da construtora de César Toledo (Tarcísio Meira). Durante a festa em que engenheiros e operários se reúnem para comemorar a colocação da última laje da obra, Clementino vê sua mulher o traindo e a mata brutalmente com uma pá.

Ele é preso e Toledo depõe contra seu ex-funcionário no julgamento. E seu testemunho é decisivo para a condenação de Clementino, que pega 19 anos de cana.

Vinte anos depois, Clementino deixa a cadeia e só pensa em uma coisa: se vingar de César Toledo, que se transformou em um empresário ainda mais bem sucedido que acaba de construir o shopping center Tropical Towers.

Bom, sabemos que acontece muito mais do que isso... E que depois dos “ajustes”, a novela ganhou muito mais humor. O final dos anos 1990 tinha mesmo esse clima de esperança misturada com o medo do novo milênio que se encaixou muito bem à história de Torre de Babel.

O ano de 1998 foi cheio dessas contradições. De sonhos tecnológicos brigando com a realidade nua e crua. Concorda ou não? Não lembra? Então fique tranquilo, porque nós vamos dar uma refrescada na sua memória e contar como era o mundo quando Torre de Babel passou na TV pela primeira vez.

Ironicamente, o ano começou com um trágico desabamento de um prédio, mas esse foi, infelizmente, na vida real. O do Edifício Palace II, no Rio de Janeiro, que acabou matando oito pessoas.


Não lembra? Dá um Google. Se bem que em 1998 ninguém sabia o que exatamente era aquela página de nome esquisito que tinha acabado de ser lançada.

Reprodução

Falando em tecnologia, se você resumisse 1998 em um sonho de consumo, esse seria o supermoderno (e colorido!) iMac G3, lançado no dia 7 de maio.

Reprodução

Com o dólar valendo pouco mais de R$ 1, até que era um sonho possível...

Khosrork via Getty Images

Mas a maioria dos “mortais” se contentava em instalar o Windows 98 no PC mesmo.

Reprodução

Já era mais do que suficiente para garantir aquela jogatina básica de Elifoot 98.

Reprodução

Melhor do que ver o Brasil perder de 3 a 0 na final da Copa da França para os donos da casa, né? Maldito Zidane!

AI Project / reuters

Mas perdas doloridas mesmo foram as de artistas do calibre de Tim Maia (que nos deixou no dia 15 de março, aos 55 anos) e Frank Sinatra, que morreu no dia 14 de maio, com 82.

Getty Images/Reprodução/Montagem

Ah, chega de notícia ruim! Porque foi em 1998 que a língua portuguesa comemorou um Nobel de Literatura, quando o prestigiado prêmio foi concedido ao português José Saramago.

Nacho Doce / reuters

Nas paradas musicais, o que bombava era a Britney.


O Djavan...


E duas músicas de filmes que marcariam aquele ano. Uma do Aerosmith.


E a outra da Celine Dion.


Isso porque o filme mais visto no mundo em 1998 foi Armageddon.

Divulgação

E o grande vencedor do Oscar foi, claro, Titanic.

Divulgação