ENTRETENIMENTO
23/05/2019 01:00 -03

'The Big Bang Theory' terminou sem esclarecer um mistério - e isso foi bom

Nem todas as perguntas foram respondidas no episódio final da série, e tudo bem.

Atenção: Este texto contém spoilers do episódio final de Big Bang Theory.

 

Matemática. Ciências. História. É bom que Big Bang Theory não tenha elucidado todos os seus mistérios.

Quando tudo havia terminado, na noite da última quinta-feira (16) , e todas as bazingas tinham sido ditas, a comédia da CBS encerrou suas 12 temporadas e seus 279 episódios sem a pompa e a circunstância de tantos finais de séries anteriores na TV. A comida para viagem que os amigos dividem na derradeira cena da série (como fizeram tantas vezes antes) foi satisfatório, mas deixou algumas sobras, incluindo uma das perguntas mais antigas da série: qual é o sobrenome de Penny?

Antes do final, Kaley Cuoco, a atriz que faz Penny, falou brincando que não haveria resposta a essa pergunta – e que ela achava bom.

“Adorei”, ela disse à TVLine.

E, exatamente como ela previra, em um dos últimos instantes da série, quando Sheldon (Jim Parsons) recebe o Prêmio Nobel de Física, descarta seu discurso previamente preparado e faz um discurso agradecendo a seus amigos, ele chama Penny por seu nome de casada - Penny Hofstadter -, encerrando de uma vez por todas as chances de o mistério ser elucidado.

Como Cuoco previu, muitas outras dúvidas foram resolvidas no final de Big Bang, em duas partes. Sheldon e Amy (Mayim Bialik) recebem o Prêmio Nobel. Penny e Leonard (Johnny Galecki) finalmente decidem ter um bebê. O elevador, que estava quebrado desde a estreia da série, em 2007, volta a funcionar.

Mas o sobrenome de Penny era uma gag que Big Bang não pretendia estragar. Inúmeras vezes ao longo da série os outros personagens são constantemente apresentados com seus nomes completos ― Dr. Sheldon Cooper, Dr. Beverly Hofstadter (Christine Baranski), etc. —, enquanto Penny, que formava o contraste permanente à sobrecarga de informação de praticamente todos os outros personagens, sempre foi apenas e simplesmente Penny.

Michael Yarish/CBS
"The Big Bang Theory" termina com comida para viagem, como sempre.

Em 2013, o produtor executivo de The Big Bang Theory, Steve Molaro, disse à Vulture que a série não pretendia revelar o sobrenome de Penny nunca, não porque fosse algum grande segredo, mas porque já tinha passado tanto tempo sem dizer seu sobrenome, que, se o fizessem, seria uma decepção.

“Nós aqui somos um pouco supersticiosos. Estamos indo superbem até agora sem saber o sobrenome de Penny. Acho que não temos problema em não saber”, ele disse.

Big Bang chegou ao fim ao lado de outro gigante da televisão, Game of Thrones. As duas séries são exceções pouco características da era do streaming, continuando a atrair milhões de telespectadores ao vivo a cada episódio. Mas em matéria de temporada final, GoT provavelmente teria algo a aprender com Big Bang.

Enquanto Big Bang levou várias de suas tramas a conclusões que fazem sentido, Game of Thrones está sendo fortemente criticada por várias escolhas feitas em sua temporada final abreviada.

Algumas tramas que vinham sendo construídas há anos foram completamente ignoradas (em vez de os poderes visionários de Bran serem explicados ou usados, ele passa seu tempo procurando planos para cadeiras de rodas antigas?). Outros momentos que recebem atenção parecem ser corridos demais ou injustificados (é o caso de uma personagem, alguém que inspirou muitos pais a darem seu nome às suas bebês na vida real, que toma um rumo inesperadamente tenebroso).

O mistério de Penny não tem importância maior no esquema geral da série, e o fato de a série ter evitado inserir uma resposta à força faz o final parecer um outro episódio qualquer. Sim, é verdade que acontecem algumas coisas importantes na final de Big Bang, mas ninguém vai para a cadeia, a tela não fica preta de repente e não aparece uma trompa azul que liga todos os pontinhos.

No final, o último episódio de Big Bang não foi exatamente um big bang, e sim um barulhinho reconfortante no segundo plano – exatamente o que fez a série ser tão bacana desde o início.