NOTÍCIAS
29/04/2019 14:38 -03 | Atualizado 29/04/2019 14:58 -03

O que sabemos sobre a morte do modelo Tales Cotta na São Paulo Fashion Week

Modelo de 25 anos passou mal e caiu na passarela no último sábado (26). Até o momento, a causa de sua morte não é conhecida.

ASSOCIATED PRESS
Bombeiros e paramédicos socorrem o modelo Tales Cotta durante desfile da grife Också, no sexto dia da São Paulo Fashion Week 2019.

O modelo Tales Cotta, de 25 anos, morreu após desmaiar durante desfile da grife Också neste sábado (27). Até o momento, a causa da morte não foi divulgada. Segundo boletim de ocorrência, o jovem teve “morte súbita sem causa determinante aparente”. A Polícia de São Paulo informa que um laudo necroscópico será realizado e apontará a causa de sua morte. 

Nas redes sociais, circulam vídeos do momento em que Tales cai na passarela e é socorrido por bombeiros no local. Em seguida, ele foi levado de ambulância ao Hospital Municipal Sorocabano, no bairro da Lapa, em São Paulo, onde chegou morto. O desfile foi paralisado, mas recomeçou momentos depois. 

Getty Editorial
A Polícia de São Paulo informa que um laudo necroscópico será realizado e apontará a causa da morte do modelo Tales Cotta.

Em nota, a organização do evento explicou por que não cancelou o desfile do qual o Tales Cotta participava. A SPFW explicou que Tales foi “prontamente atendido pelos socorristas” e levado ao hospital com vida.

A organização informou que se reuniu com outras marcas e a opção de cancelamento foi dada mas que, “mesmo abalados, decidiram manter os desfiles. Todos os envolvidos foram acompanhados de perto.”

No comunicado, a SPFW disse que lamenta “profundamente a morte de Tales, e prestamos nossas condolências a família por aqui e pessoalmente. Estamos prestando toda assistência necessária neste triste momento”.

O evento ainda reiterou que “todos os backstage tem comida com opções vegetarianas durante todo o tempo que está em funcionamento.”

Caso está sendo investigado pelo 14º Distrito Policial (DP), em Pinheiros, também na Zona Oeste da cidade. Reportagem do Fantástico deste domingo (28) apurou que o médico-legista que fez a necropsia não conseguiu encontrar as causas apenas pelo exame clínico e solicitou novos procedimentos.

O corpo do modelo está sendo velado desde na manhã desta segunda-feira (29) em Manhuaçu, cidade da Zona da Mata de Minas Gerais, local onde nasceu. O enterro está marcado para as 17h no cemitério da cidade.

NELSON ALMEIDA via Getty Images
Modelo segura papel com a palavra "Luto" durante desfile da marca Också, que foi recomeçado após Tales Cotta ter desmaiado na passarela.

Também em entrevista ao Fantástico, Rogério Gomes da Silva, agente responsável pela carreira de Tales, disse que o modelo passou por avaliação médica recente, não apresentou problemas de saúde e estava apto a trabalhar.

Alexandra Soares, irmã do modelo, que também falou à reportagem, fez questão de reforçar que Tales não sofria de anorexia, nem usava drogas.

“Eu quero esclarecer essas inverdades que estão dizendo sobre ele de drogas, anorexia, isso realmente não existe”, disse. “Ele fazia Crossfit, Yoga, meditava, não usava drogas (...). É difícil entender. Só mesmo quando a gente tiver o laudo na mão para saber o que realmente aconteceu.”

Heloisa Cotta, mãe de Tales, se manifestou nas redes sociais. Em seu post, ela disse que conversou com o filho minutos antes de ele entrar na passarela e rebate informações que estão sendo faladas sobre hábitos saudáveis do filho.

“Gostaria de deixar claro aqui principalmente para algumas matérias da midia que o Tales Cotta não estava sem se alimentar, pq eu como mãe sempre me preocupei com a saude dele e ele tbm”, afirma. “Poucos minutos antes do desfile perguntei se havia alimentado ele me respondeu que tinha comido bastante. Que tinha de tudo no backstage.”

A mãe do modelo, ao agradecer o carinho que têm recebido, também informou que Tales não sofria de epilepsia e que “sempre teve muita saúde e sempre se cuidava com exames periódicos”.

“Portanto as fatalidades acontecem e era a hora dele. Estamos todos aqui de passagem. Só não quero que as mídias comecem a inventar histórias pra venderem informação falsa. Agradeço o carinho de todos. (...) Meu filho era um menino de ouro. Não tinha vícios. Vai me fazer muita falta...”

Alexandre Schneider via Getty Images
Tales Cotta, no desfile da grife Också.

Por meio de nota, a Agência Base MGT, da qual Tales fazia parte há um ano e meio, se pronunciou a respeito da sua morte e reforçou a fala da irmã e da mãe do modelo.

“O modelo não era estreante, já desfilou em outras edições tanto do SPFW, quanto outros importantes eventos de moda, como a Casa de Criadores. Ressaltamos que Tales nunca apresentou ou se queixou de problemas de saúde. Ele mantinha uma dieta saudável (era vegano), não usava substâncias ilícitas e estava em condições para participar do desfile”, diz a nota.

Em reportagem da Folha de São Paulo, o repórter Pedro Diniz descreve os bastidores do ocorrido. A ele, a modelo Isa Mel, da Oxygen Models, diferente do que disse o SPFW, explicou que Tales era vegetariano e não havia esse tipo de comida no camarim. Por isso, antes do desfile, ele não teria se alimentado.

“Tudo parecia normal, não fosse a atmosfera de luto que tomou as salas de desfile. Foi a despedida melancólica de uma temporada que poderia ser esquecida, mas será lembrada como a mais triste da trajetória da São Paulo Fashion Week”, escreve o repórter.