ENTRETENIMENTO
25/02/2019 02:09 -03 | Atualizado 25/02/2019 02:11 -03

Spike Lee faz e o discurso poderoso na noite do Oscar 2019

"Eu louvo nossos antepassados ​​que ajudaram a construir este país mesmo com o genocídio de seu povo", declarou o diretor.

Craig Sjodin via Getty Images
Spike Lee conquistou o Ocar de Melhor Roteiro Adaptado por Infiltrado na Klan.

Chegou o momento dele! Spike Lee finalmente ganhou seu primeiro Oscar. Não foi como diretor, mas como um dos roteiristas de Infiltrado na Klan. O filme conquistou a estatueta de Melhor Roteiro Adaptado neste domingo (24).

 


O anúncio entusiasmado do vencedor da categoria, feito pelo ator Samuel L. Jackson, retratou o desejo da plateia que vibrou com o prêmio, aplaudindo o cineasta de pé.

Visivelmente contente, Lee começou seu discurso voltando para 1619. “A palavra hoje é ironia. No ano de 1619, há 400 anos nossos ancestrais foram roubados da África e trazidos para Jamestown, Virgínia. Escravizados.“

Em seguida, o cineasta prestou homenagem à sua avó, que se formou no Ensino Médio mesmo sendo filha de uma escrava. “Agradeço minha avó, que economizou 50 anos de aposentadoria para colocar seu 1º neto na Faculdade de Cinema de Nova York”, declarou.

“Eu louvo nossos antepassados que ajudaram a construir este país mesmo com o genocídio de seu povo. Se todos nós nos conectarmos com nossos antepassados, teremos amor e sabedoria. Nós recuperaremos nossa humanidade. Será um momento poderoso.“

Chegando ao fim de seu discurso, Lee voltou-se para a eleição presidencial de 2020, que segundo ele está “logo na esquina”.

“Vamos todos nos mobilizar. Vamos todos ficar do lado certo da história. Fazer a escolha moral do amor contra o ódio. Vamos fazer a coisa certa! Vocês sabem que eu tinha que colocar essa frase”, concluiu o diretor fazendo uma alusão a seu filme Faça a Coisa Certa (1989), que injustamente não concorreu ao Oscar em 1990.

 

Antes de deixar o palco, Lee protagonizou uma das cenas mais marcantes da premiação, quando comemorou a estatueta nos braços de Samuel L. Jackson.