ENTRETENIMENTO
02/05/2019 08:03 -03

'Sob Pressão' estreia 3ª temporada como um grito contra o caos da saúde no Brasil

'O que vai acontecer na 3ª temporada da série? Os problemas são os mesmos. Continuamos com falta de tudo', desabafa Marjorie Estiano.

HuffPost Brasil
Marjorie Estiano como a religiosa e incansável Dra. Carolina em Sob Pressão.

Uma das séries da Rede Globo mais aclamadas nos últimos anos, Sob Pressão chega a seu fim a partir desta quinta (2). Porém, mesmo que alardeado pela emissora, o óbito da produção não foi atestado com 100% de certeza pelos médicos Evandro (Julio Andrade) e Carolina (Marjorie Estiano). Em uma entrevista coletiva nos Estúdios Globo, no Rio de Janeiro, tanto a dupla de atores quanto Lucas Paraizo, redator-final da série, deixaram no ar a questão da tal morte da série, que pode não ser definitiva.

“Eu acho legal fechar esse ciclo lá em cima como nós estamos acabando, mas não vejo como uma despedida”, disse Julio. “Existe uma decisão da empresa que fala um pouco sobre estratégias de elenco, de produção. Encerramos pelo menos esse primeiro período. Pode ser que a gente volte. Temos uma surpresa de gancho no final da 3ª temporada que eu não posso contar”, revelou Paraizo. 

Série que retrata o cotidiano caótico de um time de médicos na emergência de um hospital público no subúrbio do Rio, Sob Pressão chegou na programação da Globo sem muito alarde, em julho de 2017. No entanto, não demorou muito para cair nas graças da crítica e do público, que logo se identificaram com os dramas daqueles médicos e seus pacientes e, principalmente, com a absurda sintonia da trama com os fatos mais quentes do Brasil no momento.

Há quem diga que a série prevê alguns dos acontecimentos que se transformam em manchete poucos dias depois de retratados em algum episódio. Algo que Marjorie, que interpreta a resiliente Dra. Carolina, não concorda.

“Nós não antecipamos nada. É que os casos que retratamos são recorrentes. Desabamentos, feminicídios... Não estamos antecipando, mas espelhando coisas que já aconteceram e que provavelmente vão acontecer de novo se nós não fizermos algo a respeito”, ela afirma. “Nossa temática é um espelho daquilo que vem se repetindo no Brasil. Vocês perguntam: ‘O que vai acontecer na terceira temporada? O que tem de novo?’ Eu respondo: ‘Vão acontecer as mesmas coisas. Os problemas são os mesmos. Continuamos com falta de tudo’”, completa. 

“De uma maneira geral, estamos falando do Brasil a cada episódio. Do micro ao macro”, completa Andrucha Waddington, diretor geral do projeto inspirado em um longa-metragem homônimo, exibido nos cinemas em 2016 - também dirigido por ele.

“O episódio seis fala sobre a Muzema [área do oeste do Rio controlada por milícias]. Essa questão da milícia não é nova no Rio de Janeiro. Baseamos muitos episódios em casos reais. Eram coisas que escrevíamos na ficção e que acabavam se repetindo na realidade três dias, uma semana depois”, completa o cineasta.

A terceira temporada

Divulgação
A nova equipe do Hospital São Tomé Apóstolo segue lidando com os mesmos problemas de sempre. 

Com o fechamento do hospital conhecido como Macedão depois de um escândalo de corrupção, os médicos Evandro e Carolina vão trabalhar no Samu. Em meio a greve dos caminhoneiros de 2018, eles acabam reencontrando um ex-colega de Macedão, Décio (Bruno Garcia), que no momento trabalha no Hospital São Tomé Apóstolo. Ao ajudá-lo em uma situação de emergência, a dupla é convidada pela então diretora da instituição, a Irmã Graça (Joana Fomm), a trabalhar naquele local.

A partir daí, como é de praxe na série, passamos a acompanhar o estafante dia a dia de médicos e toda a equipe de um hospital público carioca, que têm de lidar com casos dos mais diversos em um ambiente de adversidade que é um retrato fiel da calamidade da saúde pública no Brasil.

Sob Pressão é sob pressão mesmo. Quando estou filmando uma temporada eu emagreço, depois que chego em casa, demoro uma duas semanas para conseguir dar um sorriso. O desgaste físico e emocional é absurdo”, conta Julio, que nesta temporada estreia como diretor de dois episódios e como co-diretor ao lado de Andrucha em um terceiro.

“Isso foi uma loucura do Andrucha. Eu tenho essa coisa de ser metido no set. De ficar opinando. E o Andrucha é um cara extremamente generoso. Ele me confiou esse desafio e eu adorei fazer isso”, revela o ator.

Divulgação
O descrente Dr. Evandro (Julio Andrade) tem um novo desafio: ser o novo diretor do Hospital São Tomé Apóstolo.

Além de Joana Fomm, a terceira temporada traz uma outra participação especial: Drica Moraes, que interpreta Vera, uma médica competente e comprometida que perdeu a fé no sistema. “Ela é tão boa médica quanto Evandro e Carolina, mas reage aos problemas da saúde de maneira muito diferente dos outros médicos. Ela é uma espécie de porta-voz do paciente e transmite a indignação com relação aos problemas”, explica Paraizo.

“Foi uma honra estar em um projeto de excelências para todos os lados. Tudo é muito bom nessa série. Fotografia, texto, som, elenco. É lindo de ver como todos conseguem se envolver e expressar o que a gente pretende. Para mim foi um luxo fazer parte disso”, afirma Drica, que mesmo muito feliz com o produto final, confessou ter problemas para assistir aos episódios.

“Não suporto ver sangue. Quando ia me maquiar e via crianças com aquelas maquiagens de ferimentos eu caia no choro. Mesmo sabendo que é tudo de mentira, as cenas de operação eram um terror para mim”, brinca a atriz.  

“Esse é um projeto que foi conceituado para discutir e pensar a questão da saúde pública e juntar isso com entretenimento. A gente não é só entretenimento. A gente faz um entretenimento para pensar, para discutir, para apontar, encontrar caminho e soluções”, explica Paraizo. “Essa é uma temporada que a gente está muito ‘faca na pele’. Mais do que já era. A gente precisa lembrar cada vez mais que a saúde é uma prioridade”, completa.

A opinião do roteirista é atestada por Andrucha, que conclui: “Nessa série conseguimos, além de entreter, fazer refletir. Isso, quando acontece, é mágico.”

A terceira e última temporada de Sob Pressão é a maior de todas até agora, com 13 episódios - o último vai ao ar no próximo dia 25 de julho. Uma data simbólica, pois foi nesse mesmo dia que a serie estreou em 2017.

Veja aqui o trailer da nova temporada de Sob Pressão: