ENTRETENIMENTO
12/09/2020 02:30 -03

9 séries sobre crimes reais que vão te surpreender

Você fica intrigado com histórias de crimes que poderiam se tornar roteiro de filme? Então veja essa lista de minisséries que retratam casos reais disponíveis em streaming.

No dia 24 de agosto, assim que a polícia civil do Rio de Janeiro concluiu que a deputada federal Flordelis (por enquanto suspensa do PSD) foi a mandante do assassinato de seu então marido, o pastor Anderson do Carmo, em junho de 2019, com 40 tiros na garagem de sua casa, muita gente nas redes sociais comentou que o caso daria uma boa minissérie documental sobre o crime.

A sugestão não é nenhuma surpresa, já que esse gênero vem se tornando em um dos grandes filões de plataformas de streaming, principalmente a Netflix e a HBO – que tem até bastante tradição nesse tipo de documentário desde a década de 1990, quando lançou Paradise Lost: The Child Murders at Robin Hood Hills (1996). A “moda” já até chegou ao Brasil, com o lançamento de Bandidos na TV, em 2019.

Pensando nisso, reunimos algumas das melhores minisséries que retratam crimes reais disponíveis em streaming no Brasil. Se essa é a sua praia, você terá bastante material para assistir.

Veja aqui a nossa lista:

Making a Murderer


Série que transformou o gênero em uma verdadeira febre na Netflix, Making a Murderer acendeu um debate quentíssimo sobre o sistema de justiça americano e a inocência ou não de Steven Avery, um homem injustamente condenado por estupro e tentativa de homicídio que, depois de anos na cadeia, consegue ser inocentado, mas que pouco tempo depois é acusado (mais uma vez) de homicídio junto com seu sobrinho Brendan Dassey. Mesmo com uma produção meticulosa da dupla de diretores Laura Ricciardi e Moira Demos, a minissérie foi atacada por não ouvir o promotor do caso, Ken Kratz, que acusou a produção de omitir fatos.
Onde ver: Netflix.

Don’t F**k With Cats: Uma Caçada Online 


Em Don’t F**k With Cats vemos algo raro: a formação de um serial killer – no caso, o canadense Luka Magnotta. Revoltados com os vídeos de um homem misterioso matando gatos, que vão ficando cada vez mais macabros e absurdos, um grupo de pessoas comuns se junta para descobrir onde está Magnotta e prendê-lo antes que ele faça mais vítimas.
Onde ver: Netflix. 

The Jinx: The Life and Deaths of Robert Durst


À primeira vista, a história retratada nessa minissérie pode parecer bizarra demais para ser verdade – mas, acredite, é tudo verdade. O caso começa quando pedaços de um corpo esquartejado são encontrados boiando em sacos plásticos na costa de uma cidade do Texas. Após uma rápida investigação, a polícia logo aponta o principal suspeito, um sujeito bem esquisito chamado Robert Durst. A questão é que Durst é um multimilionário de Nova York com uma vida pregressa cheia de casos duvidosos. E o mais incrível de tudo é que, ao assistir um filme baseado no desaparecimento de sua ex-esposa, em que ele é provavelmente o culpado, Durst procura o diretor Andrew Jarecki para dar a sua versão da história.
Onde ver: HBO GO.

The Keepers


Em 1969, a irmã Cathy Cesnik, freira e professora da Escola Secundária Arcebispo Keough, em Baltimore (EUA), foi brutalmente assassinada. A minissérie não funciona como uma investigação para descobrir quem é (ou quem são) o(s) assassino(s), mas um angustiante estudo sobre os traumas do abuso sexual infantil, além de apontar um quadro preocupante sobre o que permite que esses casos não sejam revelados à opinião pública.
Onde ver: Netflix.

Mistérios sem Solução


Reboot de uma famosa série da TV americana chamada Unsolved Mysteries, que estreou em 1987 e ficou no ar até o início dos anos 2000, Mistérios Sem Solução nos apresenta casos não resolvidos na esperança de que os espectadores ajudem a solucioná-los. Nesta primeira temporada, somos apresentados a seis casos que vão desde desaparecimentos estranhos a mortes que aconteceram em situações bizarras. Pelo menos um deles, envolvendo a morte do jovem Alonzo Brooks, em 2004, teve seu caso reaberto pela polícia.
Onde ver: Netflix.

McMillions


Normalmente, as minisséries que tratam de crimes reais retratam casos envolvendo assassinato ou abuso sexual. Não é o que acontece em McMillions, que até traz alguns momentos bem engraçados sobre um esquema que fraudava uma famosa promoção do McDonald’s nos Estados Unidos. Ele envolvia figurinhas do jogo Monopoly (aqui conhecido como Banco Imobiliário) que vinham junto com os lanches e davam brindes. Entre eles, um prêmio de US$ 1 milhão. Por uma década, milhões de dólares foram roubados e uma vasta rede de corrupção se formou nos EUA.
Onde ver: HBO GO.

The Staircase


A minissérie The Staircase só não ficou tão famosa quanto Making a Murderer porque estreou na TV americana em 2004, quando ainda não havia Netflix. Porém, a plataforma de streaming comprou os direitos de exibição da produção quando ela ganhou uma continuação, mostrando as consequências do que aconteceu sobre o misterioso caso do escritor Michael Peterson, acusado de matar sua esposa Kathleen em dezembro de 2001. Até hoje, Michael afirma ser inocente e que Kathleen caiu da escada, mas a polícia não acredita nessa versão.
Onde ver: Netflix.

O.J.: Made in America


Vencedora do Oscar de Melhor Documentário em 2019, a minissérie traz um relato completo e minucioso sobre o caso O.J. Simpson, um dos acontecimentos mais emblemáticos da década de 1990. A série conta desde a trajetória de sucesso do jogador de futebol americano/ator, o assassinato de sua esposa Nicole Brown Simpson e de Ron Goldman, e o polêmico julgamento em que ele foi absolvido. Tudo contextualizado com o clima de guerra racial que Los Angeles vivia naquele momento.
Onde ver: Watch ESPN.

I’ll Be Gone in the Dark


Baseada no best-seller da escritora Michelle McNamara, I’ll Be Gone In The Dark: One Woman’s Obsessive Search for the Golden State Killer, a série conta a obsessiva investigação de McNamara sobre um estuprador/assassino serial que ficou conhecido como o Assassino de Golden State, responsável por 50 invasões residenciais seguidas de estupros e outros 12 assassinatos entre o final dos anos 70 e início dos anos 80, na Califórnia. O curioso é que a autora, esposa do comediante Patton Oswalt, morreu em 2016 ainda muito jovem, aos 46 anos, pouco antes do lançamento do livro. 
Onde ver: HBO GO.