ENTRETENIMENTO
13/04/2019 08:00 -03

Mariana Ximenes interpreta mulher precursora em 'Se Eu Fechar os Olhos Agora'

Ao HuffPost, atriz falou sobre os bastidores da nova minissérie da TV Globo, que estreia nesta segunda-feira (15).

Mauricio Fidalgo/TV Globo
Mariana Ximenes vive a exuberante Adalgisa em 'Se Eu Fechar os Olhos Agora'.

Nos próximos dias você verá Mariana Ximenes na pele de uma mulher ousada nas roupas e no modo de falar para os anos 60, irreverente, que bebe e fuma sem timidez, mas que também vive solidão e tristeza profundas. É assim que a atriz descreve Adalgisa, sua personagem em Se Eu Fechar os Olhos Agora, minissérie em 10 capítulos que estreia na Globo nesta segunda-feira (15).

Em entrevista ao HuffPost Brasil, Ximenes falou sobre os bastidores da produção e, até onde pode sobre a jornada da personagem, uma ex-Miss Distrito Federal que abdicou do estrelato para constituir família com um rico empresário da pequena e fictícia cidade de São Miguel, no Rio de Janeiro.

Até onde pode porque Adalgisa, assim como outros integrantes da trama, vive uma vida de aparências que encobrem obscuros segredos.

Baseada no premiado livro homônimo de Edney Silvestre, a minissérie acompanha as memórias de Paulo (Gabriel D’Aleluia/Milton Gonçalves) que, na adolescência ao lado do amigo Eduardo (Xande Valois), investiga o assassinato brutal da jovem Anita (Thainá Duarte) - trazendo à tona outros crimes e relações dúbias que, por fim, revelam que nada em São Miguel é o que parece.

Ximenes explica que, ao mesmo tempo em que Adalgisa é uma mulher considerada à frente de seu tempo, ela sucumbe às pressões sociais da época. “Ela se mantém em casamento para poder viver em sociedade. Mas quando o mistério é revelado, ela é julgada”, afirma a atriz, mantendo cuidado para não esbarrar em nenhum spoiler.

Se Eu fechar os Olhos Agora é um thriller psicológico com revelações de impacto a cada episódio. A estética noir tem assinatura do diretor Carlos Manga Jr., o Manguinha. O roteiro é assinado por Ricardo Linhares e toca em assuntos como racismo, intolerância religiosa e, sobretudo, machismo.

“Que bom ter nascido nos tempos de hoje em que a gente pode falar sobre isso”, diz Ximenes sobre a abordagem de temas sociais pela arte. “Hoje a mulher tem mais possibilidade de expressão e de luta por mais igualdade.”

Questionada sobre o que foi mais marcante nesse novo trabalho, ela cita as amizades, principalmente com Débora Falabella, que vive a primeira-dama da fictícia de São Miguel. “[Antes da série] A gente sempre se cruzava, mas nunca tinha aprofundado uma amizade”, diz.  “E agora tive a honra de chegar mais perto desse ser humano tão lindo e atriz maravilhosa que ela é”, comemora.

Assista à entrevista em vídeo na íntegra no player abaixo: