Tamo Junto

Cuidados com a pele: 11 motivos pelos quais sua rotina pode não funcionar

Dermatologistas explicam algumas razões pelas quais seus óleos, hidratantes e outros produtos podem perder a eficácia.

Não há como negar que uma ótima rotina de cuidados (protetor solar incluído!) pode manter a pele saudável e radiante ao longo do tempo, principalmente porque a prevenção é etapa fundamental.

No entanto, sempre existem os ressecamentos e lesões, mesmo nas rotinas mais cuidadosas e naquelas que incluem 10 etapas. Afinal, alguns imprevistos podem prejudicar a eficácia do seu produto.

Para esclarecer por que seus produtos não estão funcionando da maneira que deveriam, pedimos ajuda de 6 dermatologistas para analisar tudo, desde mudanças climáticas a medicamentos que podem estar atrapalhando sua pele.

1. Seu produto está fora da validade

Assim como sua comida, seus produtos para cuidados com a pele também podem acabar a validade, tornando-os menos eficazes do que eram antes, de acordo com a dermatologista Blair Murphy-Rose.

Isso faz com que seja importante verificar os rótulos antes de comprar, para que você não gaste seu dinheiro com um produto que não tem uma boa durabilidade.

“Os cremes com retinóides perdem a validade rapidamente, então parece que o produto parou de funcionar, mas na verdade ele só precisa ser substituído”, diz ela. “Geralmente ocorre cerca de quatro meses após a abertura, pois mesmo que a data de vencimento seja maior, uma vez aberto, o produto tem uma vida útil menor.”

Procure produtos em garrafas de vidro escuro e deixe-os longe do sol.
Procure produtos em garrafas de vidro escuro e deixe-os longe do sol.

2. Você está armazenando seus produtos incorretamente

Embora seja fácil encobrir as instruções de armazenamento em qualquer etiqueta de produto, Rose diz que é importante não ignorá-las, principalmente porque a luz solar direta (ou ambientes quentes e úmidos) pode quebrar os ingredientes ativos usados ​​em seus produtos.

“Os sérums de vitamina C geralmente expiram e, portanto, perdem esse poderoso efeito antioxidante”, disse ela ao HuffPost. “A melhor maneira de aproveitar ao máximo esses sérums, que são caros, é armazená-los longe da luz solar direta e até refrigerá-los - o que oferece o benefício adicional de uma aplicação refrescante e relaxante.”

3. Seu corpo se acostuma ao produto

O dermatologista Jeffrey Fromowitz explica que, por mais estranho que possa parecer, é possível que um produto pare de funcionar depois que sua pele se acostuma, tornando importante rotacionar seus produtos de vez em quando.

“O corpo simplesmente se ajusta e o uso do produto se torna o novo normal para a pele”, diz ele. ”Às vezes, alterar rotinas, produtos e ordem de uso pode aumentar os benefícios.”

4. Você não está prestando atenção aos efeitos do clima

Isso não deve ser realmente uma surpresa, mas o dermatologista Peterson Pierre disse ao HuffPost que suas preocupações com o cuidado da pele podem variar dependendo da estação climática.

“Os fatores ambientais podem definitivamente interferir na eficácia de sua rotina de cuidados com a pele, por isso é importante estar ciente disso e fazer as alterações necessárias para manter sua pele saudável”, disse ele ao HuffPost. “O inverno pode fazer com que a pele fique vermelha, seca e irritada, enquanto os meses quentes e úmidos do verão podem levar à pele oleosa.”

5. Você está experimentando alterações hormonais

As alterações hormonais também podem afetar sua pele, mesmo quando você não está menstruada. Pierre diz que outras alterações hormonais (associadas à gravidez, menopausa ou qualquer desequilíbrio hormonal) que você possa estar enfrentando também podem ter impacto na pele.

Com isso em mente, ele recomenda que você troque seus produtos de cuidados com a pele com frequência para ajudar a combater qualquer acne, ressecamento ou irritabilidade que possa surgir.

“Sua pele pode ficar oleosa e desenvolver acne ou pode ficar opaca, seca e irritada”, diz ele. ”É importante mudar seu regime para se adaptar a essas mudanças.”

Os medicamentos podem alterar a condição da sua pele, tornando-a menos reativa aos produtos que você está usando.
Os medicamentos podem alterar a condição da sua pele, tornando-a menos reativa aos produtos que você está usando.

6. Seu medicamento pode estar causando problemas para sua pele

Seja interno ou tópico, Pierre diz que os medicamentos podem ser outro culpado por trás de seus problemas de cuidados com a pele. Certos medicamentos, explica, podem causar irritação, tornando importante conversar com seu médico (ou dermatologista) se isso for motivo de preocupação.

“Certos medicamentos podem estimular a produção de óleo e acne, enquanto outros podem causar erupções cutâneas e pele vermelha, seca e irritada”, diz ele. “Isso pode exigir um ajuste para esses medicamentos e certamente uma mudança nos produtos que você usa”.

7. Você não está aplicando produtos no momento certo

O dermatologista Austin Cope sugere que a ordem em que você usa os seus produtos pode afetar a sua eficácia. Produtos como o retinol, por exemplo, devem ser aplicados antes de dormir e não durante dia.

“Os retinóis são muito importantes, mas precisam ser aplicados à noite antes de dormir”, diz ele. “Se você usá-los durante o dia, eles são desativados pelo sol.”

Da mesma forma, ele diz que esse mesmo conceito se aplica ao filtro solar, pois sugeriu que muitas pessoas esquecem de aplicar novamente ao longo do dia.

“Para obter proteção total, você precisa colocar mais protetor solar do que pensa ser necessário”, diz ele. “Isso é problemático, porque as pessoas que usam filtro solar o colocam de manhã.” Depois de 90 minutos, essas pessoas “têm uma falsa sensação de segurança de que ainda estão protegidas ao longo do dia”.

8. Você não é consistente em sua rotina

Juntamente com a importância de mudar o uso do produto com base no clima, datas de validade ou alterações hormonais, é essencial manter uma rotina diária e tentar dar tempo à sua pele para se adaptar a ela.

“O principal motivo pelo qual os produtos param de funcionar ao longo do tempo é o mesmo motivo pelo qual as dietas param de funcionar ao longo do tempo - paramos de fazê-la de forma consistente”, disse ele ao HuffPost. “A consistência é a chave, pois uma vez que alguém sai do caminho da consistência, começa a se perguntar por que os tratamentos não estão funcionando tão bem quanto antes.”

Os esfoliantes podem limpar as células mortas que impedem que seus produtos ajudem mais a sua pele.
Os esfoliantes podem limpar as células mortas que impedem que seus produtos ajudem mais a sua pele.

9. Você não está esfoliando o suficiente

A falta de esfoliação pode ser outro motivo. A dermatologista Marisa K. Garshick explica que uma camada de células mortas da pele pode impedir que os ingredientes do produto penetrem efetivamente.

“Se os produtos para cuidados com a pele não estiverem mais ajudando, pode ser útil considerar a esfoliação, se você ainda não estiver fazendo isso”, diz Garshick. “Esfoliar algumas vezes por semana ajuda a se livrar da camada de células mortas da pele, o que permite uma melhor penetração dos ingredientes do produto”.

10. Seu produto não é forte o suficiente

Isso soa especialmente verdadeiro para produtos como antitranspirantes e com retinol. Segundo Garshick, se esses produtos forem usados ​​continuamente com uma concentração baixa, eles podem não ser tão eficazes.

“As pessoas preferem certos ingredientes para o cuidado da pele, como esfoliantes, retinóides e antitranspirantes com uma concentração menor para garantir que o organismo se adapte”, diz ela. “No entanto, se você não está mais vendo benefícios, geralmente faz sentido aumentar a concentração dos ingredientes”.

11. A sua pele muda

Embora seu tipo de pele nunca mude, a dermatologista Michele Green diz que é mais do que possível que sua pele possa passar por diferentes ciclos. Isso faz com que seja importante alternar seus produtos com frequência.

“Às vezes, sua pele pode passar por diferentes ciclos, como desidratação, embotamento, oleosidade ou secura; fatores que influenciam isso podem ser causados ​​pelas mudanças climáticas.”

*Este texto foi originalmente publicado no HuffPost US e traduzido do inglês.