09/02/2019 11:27 -02 | Atualizado 09/02/2019 11:39 -02

4 restaurantes renomados e com preço em conta em Brasília

Rubaiyat, Ouriço, Dudu Bar e Trattoria da Rosario estão na Restaurant Week Brasília 2019. Consumidor economiza até 70%.

Os elevados custos para comer fora no Brasil são uma eterna discussão à mesa. De um lado, clientes espantados com o preço final das contas, que podem chegar a vários dígitos se incluídos vinhos e outras bebidas com alto valor agregado. Do outro, donos de restaurantes atribuem o preço final a fatores que vão além do que se vê no prato, como a alta carga tributária e a variação do câmbio em solo tupiniquim. No meio da disputa, uma saída: festivais gastronômicos.

Propostas como a Restaurant Week, que está aberta até março, fazem que a conta feche positiva para ambos. O maior evento foodie do país é realizado há 12 anos. Em Brasília, há 9. Apenas na última edição, “gastro lovers” da capital federal degustaram mais de 50 mil menus.

Eles vão além do clássico risoto com filé antecedido por salada de folhas verdes, relegada ao clichê e sinônimo de marasmo. Ao longo das três semanas em que é realizada, a ação promocional convida chefs a mostrarem itens indefectíveis das casas em que atuam sem fugir do padrão executado em dias convencionais, apoiados sob a temática “Do campo à mesa” nesta edição.

Restaurantes renomados como Rubaiyat, Ouriço e Trattoria da Rosario se propõem a sugerir receitas com o mesmo nível da operação convencional, porém, com descontos que chegam a 70%. O segredo para não haver prejuízos está no volume de vendas.

“No ano passado, o salão ficou lotado no almoço e jantar”, comemora John Nascimento, chef do Rubaiyat local. No Dudu Bar da Asa Sul, quarto colocado em número de menus comercializados na RW de 2018, quase duas mil refeições foram servidas, segundo o gerente Ivanildo Carvalho.

Em todos os locais, algo em comum: o tíquete médio é um pouco menor que em dias normais. Entretanto, é compensado pela quantidade de receitas que saem da cozinha. A estratégia é simples: preços fáceis de assimilar, empreendimentos cheios. No fim da refeição, dois lados saem satisfeitos.  

O HuffPost Brasil visitou alguns dos restaurantes mais requintados da cidade e indica pedidas que farão bem ao seu bolso durante a Restaurant Week. Aos detalhes!

Divulgação
Bife de chorizo do Rubaiyat custaria R$ 114 cardápio da casa. Na RW, desconto no menu completo chega a 70%  

Rubaiyat

Na Restaurant Week, a casa de cortes premium optou por um menu que privilegia cortes nobres, caso do porteño bife de chorizo, servido no jantar e que pode ter como entrada coração de palmito pupunha assado no forno de barro ao molho de iogurte grego e saladinha de rúcula.

A carne é idêntica à servida no cardápio (vem apenas um pouco menor, com cerca de 200g) mas que, tradicionalmente, sairia por R$ 114.

Para acompanhar, é ladeada por salada de batatas. Some mais R$ 30 da entrada e R$ 23 da sobremesa (fruta do dia, queridinha do espaço), e o valor final chegaria a quase R$ 170. Na RW, paga-se somente R$ 68, no jantar. A situação se repete no almoço.  “Vale lembrar que o nosso gado é criado em uma fazenda própria em Dourados, no Mato Grosso do Sul. Temos diversos selos que comprovam a sustentabilidade”, afirma John Nascimento, chef da unidade brasiliense.

Divulgação
Linguine com mexilhões ao creme, receita de Thiago Paraíso, do Ouriço.

Ouriço

Estreante na Restaurant Week, a casa comandada por Thiago Paraíso é detentora de diversos prêmios e tem nos frutos do mar — naturalmente mais caros — as bases de grande parte das receitas. Ganhador do título de chef do ano pela Veja Comer & Beber, o jovem empreendedor acredita que o evento é uma boa oportunidade para que o cliente tire possíveis “impressões ruins sobre os nossos valores”, conforme conta ao HuffPost Brasil.

Para esse formato, as receitas são exclusivas e não estão no cardápio à la carte. Entretanto, seguem a mesma premissa do espaço: do mar para a mesa, em uma convergência com a proposta da RW.

A economia é significativa. As entradas começam em R$ 36, e as sobremesas custam R$ 28 (preço fixo), totalizando R$ 64. O valor na Restaurant Week de entrada, prato principal e sobremesa é R$ 68. É como se, neste período, ao pedir pelo menu evento, o prato principal saísse praticamente de graça.

Vale lembrar que as sugestões da RW têm um tamanho para degustação, podendo variar se comparadas ao menu convencional, no qual as entradas podem ser compartilhadas.

Apenas no jantar e com o menu Plus, uma das possíveis combinações no Ouriço é a de arancini de moqueca, aioli de coentro e vinagrete para iniciar a refeição, seguido de um fresco linguine com mexilhões ao creme. Por fim, experimente o bolo de cenoura com calda de brigadeiro e tuille de chocolate, na melhor linha comfort food.

Divulgação
Escalope de filé mignon com redução de vinho tinto e goiabada cascão: fora da Restaurant Week, prato custa quase R$ 90

Dudu Bar

A casa comandada por um experiente chef de Brasília (Dudu Camargo, com mais de 20 anos de atuação na área) é conhecida por amalgamar diversos fatores que a tornam quase um ponto turístico obrigatório na capital: ambiente cool, décor moderninha, DJs sem cobrança de couvert, drinks criativos e, claro, boas combinações nas caçarolas. Não à toa, segue firme há 15 anos.

O segredo é manter um pé no contemporâneo sem torná-lo inacessível ou demasiadamente experimental. Não espere por esferas ou criações à la Ferrán Adriá, o “pai” da gastronomia vanguardista. Ainda assim, Dudu surpreende por escapar do comodismo e propor sugestões diferenciadas.

Em vez de gastar uma média de R$ 120, tíquete médio do jantar, a clientela desembolsa R$ 54,90 se escolher pela RW.

A degustação começa com  a trilogia de ravioli de mussarela de búfala servida com 3 molhos. Logo após, aproveite para provar o escalope de filé com redução de vinho tinto e goiabada cascão, que vem com riso al salto (um “primo” do risoto) de queijo coalho e parmesão. A receita é uma das mais pedidas da casa. Avulsa, custa R$ 87,90.

De sobremesa, vá de petit gateau de chocolate 50% cacau com sorvete de creme, perfeita para aquele “Boomerang” no Instagram.

Rebeca Oliveira/Especial para HuffPost Brasil
Polpettone da Trattoria da Rosario. Assado em forno combinado, a iguaria é feita com filé mignon.

Trattoria da Rosario

Natural de Nápoles, na Itália, Rosario Tessier equilibra o savoir-faire do país onde nasceu, berço da boa mesa, ao uso de ingredientes regionais. Aberto há 16 anos, o restaurante participa do menu Plus no almoço e jantar.

De dia, é uma boa chance para provar clássicos italianos, como o carpaccio de carne bovina ao molho de endívias finalizado com rúcula e queijo grana padano.

De prato principal, a sugestão recai no polpettone napolitano feito com filé mignon. Recheada com queijo bel paese e mortadela italiana, a receita é assada em forno combinado, o que garante uma casquinha crocante por fora e um interior macio, e vem à mesa com espaguete ao molho de tomate san marzano.

Entre as opções doces, estão valendo panna cotta com coulis de frutas vermelhas ou tiramisu. Mangia bene!

Serviço  

Restaurant Week Brasília 2019
De 8 de fevereiro a 3 de março
Menu em 3 etapas a R$ 43,90 (almoço) e R$ 54,90 (jantar).

No menu Plus, R$ 55 (almoço) e R$ 68 (jantar).

Ao valor final da conta pode ser somada a doação de R$ 1, revertido à ONG Amigos da Vida

Confira cardápios e todas as casas participantes neste link

 Onde comer

 

  • Dudu Bar (303 Sul, Bl. A, lj. 3; 61 3323-8082), aberto de segunda a quinta, das 12h às 15h, e das 18h à 1h; sábado, das 12h às 2h; e domingo, das 12 às 17h

 

  • Ouriço (SHIS, QI 21, Bloco D, loja 44, Lago Sul; 61 99558-0179), aberto de terça a quinta, das 19h às 23h30; sexta e sábado, das 12h às 15h, e das 19h às 23h30; e domingo, das 12h às 16h

 

  • Rubaiyat (SCES, Trecho 1, Lote 1 A; 61 3443-5000), aberto de segunda a sexta, das 12h às 23h; sábado, das 12h à 0h; e domingo, das 12h às 17h  

 

  • Trattoria do Rosario (SHIS, QI 17, Bl. H, lojas 213 a 217, Lago Sul, 61 3248-1672), aberto de terça a sexta, das 12h às 15h, e das 19h à 0h; sábado, das 12h às 16h, e das 19h à 0h; e domingo, das 12h às 17h)