COMIDA
01/03/2019 09:04 -03

As fotos do 'restaurante do ano', que nada mais é um chalé à beira da praia

O lugar é simples e acomoda apenas 20 pessoas. Mas sua comida conquistou o prêmio de Restaurante do Ano, principal categoria do World Restaurant Awards.

Wolfgat é um charmoso chalézinho em frente à praia de uma vila de pescadores a cerca de duas horas da Cidade do Cabo, na África do Sul. O lugar é simples, rústico e acomoda apenas 20 pessoas. Mesmo assim, sua comida chamou atenção do mundo e conquistou o prêmio de Restaurante do Ano, principal categoria do World Restaurant Awards

Divulgação

O prêmio foi concedido na semana passada ao chef sul-africano Kobus van der Merwe, que decidiu reinaugurar o restaurante de seus pais, em uma pequena propriedade que tem cerca de 130 anos. “Eu não completei minha faculdade porque eu estava determinado a não acabar trabalhando em um cozinha industrial de hotel”, disse Kobus. “Eu deixei tudo e fui viajar.”

Ele voltou para casa e trabalhou por um período como jornalista freelancer para uma revista de gastronomia local chamada Eat Out. Em 2010, ele deixou o trabalho na Cidade do Cabo para se dedicar à pequena cabana em Paternoster, cerca de 2 horas da capital. 

Ele ajudou a reformular o menu e, gradualmente, trocou o batido “peixe com fritas” por comidas que carregavam histórias, culturas e tradições locais. No começo de 2017, o chef mudou o nome do restaurante da família Oep ve Koep para Wolfgat e reformulou todo o visual da simples cabana. 

O menu recebeu receitas de origens sul-africanas, com plantas selvagens, peixes, cordeiros e veados locais, frutos do mar e algas costeiras. As receitas são todas sazonais e recebem abordagens naturalistas, com intervenção mínima, de modo que os ingredientes ― principalmente locais ― reinassem nos pratos da casa. 

Visualizar esta foto no Instagram.

Dinner view. #Wolfgat #Paternoster

Uma publicação compartilhada por Wolfgat (@wolfgat) em

“Parece um restaurante que está retribuindo à comunidade. Todos os colaboradores são locais, muitos deles vieram de famílias de pescadores, que nunca trabalharam em um restaurante”, diz o site do prêmio. “Kobus não acredita na tradicional hierarquia da cozinha. Parece que o restaurante é o esforço do time inteiro de profissionais.”

Seja o que for, a fórmula deu certo: as reservas podem ser feitas com até 3 meses de antecedência, mas nunca há mesas disponíveis. 

“Continuando simples e pequeno, nós mantemos a sustentabilidade do lugar”, explicou o chef do Wolfgat aos que se queixam das 20 mesas disponíveis no aclamado restaurante.