NOTÍCIAS
11/03/2020 17:49 -03 | Atualizado 11/03/2020 17:50 -03

Regina Duarte assume papel de articuladora de pautas culturais

Secretária recebeu parlamentares, que lhe pediram apoio ao projeto do Recine, vetado por Bolsonaro.

NurPhoto via Getty Images
Depois do encontro com o grupo de congressistas, Regina se reuniu com o deputado Coronel Armando (PSL-SC), um dos vice-líderes do governo na Câmara.

Uma semana após tomar posse com um discurso que não agradou muito ao chefe, a secretária Especial de Cultura, Regina Duarte, se engajou na articulação política. Ao receber parlamentares nesta quarta-feira (11), ela não só prometeu se empenhar sobre o pedido dos congressistas, como encaminhou o pedido ao Legislativo.

Os parlamentares pediram apoio ao projeto do Recine (Regime Especial de Tributação para Desenvolvimento da Atividade de Exibição Cinematográfica), vetado por completo pelo presidente Jair Bolsonaro. 

A proposta prorrogava até 2024 o prazo para utilização do regime para a atividade cinematográfica e também os incentivos fiscais da Lei do Audiovisual. 

Ao grupo de mais de 10 parlamentares, a secretária disse que “buscaria uma solução conciliatória”. À frente do grupo, a senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA), elogiou Regina Duarte, e disse ao HuffPost que a atual chefe da Secretaria de Cultura ”é uma pessoa muito doce, uma artista no melhor sentido da palavra”. “Ela vai buscar soluções para o setor com conciliação.” 

Também estiveram presentes as senadoras Leila (PSB-DF) e Mara Gabrilli (PSDB-SP) e os deputados federais Marcelo Calero (Cidadania-RJ), Carmem Zanotto (Cidadania-SC), Daniel Coelho (Cidadania-PE), Soraya Santos (MDB-RJ) e Paula Belmonte (Cidadania-DF).

Criado em 2012, o Recine isenta de uma série de impostos, como PIS e IPI, as salas de cinema e exibição de filmes nas compras de materiais de construção. Ao justificar o veto, o presidente disse que a proposta criava novas despesas para o governo. 

A pauta feminina também foi exaltada. A deputada Soraya Santos destacou a necessidade de que as mulheres na política se unam para defender a “dignidade da mulher, o direito de pensar diferente e o direito de escolher”. 

Segundo a assessoria de Regina Duarte, depois do encontro com o grupo de congressistas, ela se reuniu com o deputado Coronel Armando (PSL-SC), um dos vice-líderes do governo na Câmara, e pediu que ele levasse aos demais líderes a demanda que recebeu e buscasse “uma solução conciliatória”.

Ainda nesta quarta, a secretária iria receber à tarde o senador Luiz Pastore (MDB-ES) e a deputada Bia Kicis (PSL-DF).