NOTÍCIAS
01/06/2020 17:46 -03

Prefeitura do Rio de Janeiro anuncia plano de reabertura com 6 fases

Igrejas, concessionárias, atividades esportivas na orla e atividades aquáticas no mar estão liberadas a partir desta terça-feira (2).

A Prefeitura do Rio de Janeiro anunciou um plano de reabertura gradual das atividades econômicas que entrará em vigor nesta terça-feira (2) e que terá 6 fases, levando em conta critérios como oferta e ocupação de leitos e risco de transmissão de coronavírus.

As variáveis que embasaram os critérios adotados para a reabertura gradual das atividades na cidade serão monitoradas diariamente e reavaliadas a cada 15 dias para se analisar a necessidade de avanço ou retrocesso nas medidas de flexibilização.

Um decreto com todos os detalhes das medidas de relaxamento será publicado no Diário Oficial do Município. O prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) afirmou que o plano vem sendo discutido há algumas semanas e, depois de debates e ajustes, foi aprovado por unanimidade pelo conselho científico.

“Hoje prolongar afastamento por tempo indeterminado pode trazer benefícios para o paciente da covid-19, mas trará prejuízos para outro grupo da população que está falecendo ou sofrendo de outras comorbidades”, alertou o prefeito. “Não temos tempo para esperar 80% da população imunizada e o número de mortes por outras comorbidades aumentou e isso nos preocupou”, acrescentou.

Crivella anunciou que “muitas atividades” vão pode voltar a funcionar na cidade a partir de terça por terem sido enquadradas na fase 1 do plano, respeitando todo o protocolo sanitário.

Poderão reabrir na terça concessionárias de automóveis, lojas de móveis, decoração, entre outros. Também serão liberadas a partir de terça atividades esportivas no calçadão da orla, atividades aquáticas individuais no mar, atividades esportivas em centros de treinamento, celebrações religiosas (como enterros e velórios) e dentro das igrejas.

O comércio de shopping centers só poderá ser aberto na fase 2 do plano e com várias restrições como capacidade de estacionamento reduzido a um terço — uma pessoa por cada 4 metros quadrados na parte interna do shopping e horário de funcionamento entre 12h e 20h.

Já as lojas de rua, onde há menos controle de regras, só poderão entrar na fase 3. “Eles também impactam mais transporte e mais dificuldade de restrições, por isso só na 3”, disse Crivella.

NurPhoto via Getty Images
Prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella anunciou plano de reabertura gradual do Rio de Janeiro a partir desta terça-feira (2).

Representantes da prefeitura que participaram da apresentação admitiram que a medida de afrouxamento do distanciamento social pode comprometer a curva da covid-19 na cidade.

“É comum e esperada a subida da curva, mas o importante é ver se o sistema de saúde pode absorver essa mudança“, disse Flávio Graça, superintendente da Vigilância Sanitária do Rio.

O decreto que será publicado na terça terá pareceres e laudos de especialistas para justificar a abertura gradual e evitar futuros questionamentos judiciais. A prefeitura prometeu atuar na divulgação do plano e na fiscalização das medidas previstas no plano.

O descumprimento das medidas pode acarretar uma multa de R$ 500 a 2.800 e até cassação da licença sanitária do estabelecimento.

A cidade do Rio de Janeiro contabilizava até domingo 29.157 casos de Coronavírus e 3.578 óbitos. O município lidera o total de casos e mortes entre as 92 cidades do Estado, segundo dados da Secretaria de Saúde fluminense.