NOTÍCIAS
12/01/2020 17:42 -03 | Atualizado 12/01/2020 17:43 -03

Rainha Elizabeth convoca reunião com Harry e William para discutir crise

Meghan tentará participar do encontro por telefone do Canadá, onde está desde o início da semana com o filho bebê do casal, Archie.

PAUL ELLIS via Getty Images
Príncipe William, Meghan Markel e o príncipe Harry saem do tradicional culto de Natal da família real na Igreja de Santa Maria Madalena em Sandringham, Norfolk, em 25 de dezembro, 2018.

A rainha Elizabeth convocou o neto príncipe Harry para uma reunião de crise para discutir os arranjos futuros para ele e a esposa Meghan, após o surpreendente anúncio do casal de que deseja se afastar dos deveres reais.

O pai de Harry, o príncipe Charles, o herdeiro do trono, e seu irmão mais velho, o príncipe William, também participarão da reunião, que ocorrerá na segunda-feira na propriedade da rainha de Sandringham, em Norfolk, no leste da Inglaterra, disse uma fonte do Palácio de Buckingham à Reuters.

Meghan, uma ex-atriz de TV norte-americana, tentará participar do encontro por telefone do Canadá, para onde voltou no início da semana para se juntar ao filho bebê do casal, Archie.

Harry e Meghan, oficialmente conhecidos como duque e duquesa de Sussex, surpreenderam o restante da família real na quarta-feira ao anunciarem publicamente que queriam um “novo modelo de trabalho” que lhes permitisse passar mais tempo na América do Norte e ser financeiramente independentes.

Eles não consultaram a monarca de 93 anos ou outros membros da família antes de anunciarem a decisão em um novo site, o sussexroyal.com ― uma decisão que entristeceu e decepcionou a rainha e outros membros da realeza, segundo uma fonte real.

A reunião de segunda-feira será a primeira vez que a rainha se encontrará pessoalmente para discutir as preocupações levantadas por Harry e Meghan.

Funcionários da realeza têm realizado conversações nos bastidores desde a declaração bombástica do casal para tentar elaborar um novo arranjo, e uma fonte real disse que esses esforços têm progredido bem.

As consultas, que também incluíram os governos britânico e canadense, abriram caminho para uma reunião pessoal entre Harry e a rainha, segundo a fonte.

O objetivo da rainha, de acordo com a fonte, continua sendo encontrar uma solução para a crise dentro de dias, mas exige “discussões complexas e ponderadas” e qualquer acordo levaria algum tempo para ser implementado.

A divisão entre Harry e os outros membros da dinastia Windsor é a mais recente crise que a família real enfrenta em um período descrito no mês passado como complicado pela rainha em um discurso anual televisionado.

Em uma entrevista na TV em outubro passado, Harry admitiu que ele e William haviam se desentendido. Os irmãos ficaram bastante próximos por anos após a morte de sua mãe, a princesa Diana, em um acidente de carro em Paris, em 1997.