NOTÍCIAS
31/05/2020 14:52 -03 | Atualizado 31/05/2020 15:03 -03

Torcidas de Corinthians e Palmeiras se unem em protesto contra Bolsonaro na Paulista

Manifestação a favor da democracia na tarde deste domingo (31) foi reprimida pela PM com bombas de efeito moral.

Membros de torcidas dos rivais Corinthians e Palmeiras se uniram no começo da tarde deste domingo (31), na Avenida Paulista, para protestar contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

A manifestação, que aconteceu por volta das 13h, foi convocada pela Gaviões da Fiel, principal torcida organizada do Corinthians, mas contou com a participação de torcedores de outros times paulistas, como Palmeiras e Santos.

Gritando palavras de ordem como “Democracia” e “Ditadura nunca mais”, o grupo - mesmo contra as medidas de isolamento social por conta da pandemia do coronavírus - se aglomerou no vão livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp).

Segundo o UOL, a Secretaria de de Segurança Publica de São Paulo informou que mais de 200 policiais militares foram destacados para manter a ordem no local, que também recebia uma manifestação em apoio ao governo Bolsonaro.

O protesto chamou a atenção nas redes sociais e se tornou um dos assuntos mais comentados no Twitter na tarde deste domingo.

Um post mostra que a polícia reagiu com força para dispersar a manifestação, jogando bombas de efeito moral nos manifestantes:

Outro tuíte mostrou que também aconteceu um protesto semelhante no Rio de Janeiro, com torcedores do Flamengo: