21/11/2019 18:59 -03 | Atualizado 21/11/2019 18:59 -03

Produção Multimídia: tudo o que você precisa saber

Mercado é promissor para os profissionais que buscam a qualificação

Unsplash
Mercado é promissor para os profissionais que buscam a qualificação

Em um mundo cada vez mais conectado, tecnológico e veloz, quem opta pela carreira de produtor multimídia tem chances de sobra de fazer sucesso. Exagero? Nada disso. Você sabia que, atualmente, o brasileiro passa em média três horas por dia com os olhos grudados em um smartphone? Pois é! Somos o 5º povo mais viciado, atrás só de quem nasce na Indonésia, Tailândia, China e Coreia do Sul, de acordo com relatório da consultoria App Annie. Assim, quem quer se comunicar acaba indo parar no mundo das telas. E nele pode-se ganhar dinheiro de variadas formas.

O produtor multimídia é capacitado a trabalhar com atendimento, UX (user experience), fotografia, ilustração, games, produção de conteúdo web, redação, gerenciamento de mídia, prototipagem e videomaker. Seja para produzir, gerenciar ou distribuir conteúdo, prestar assessoria e projetos a empresas que apostam no audiovisual para alavancar as vendas de produtos ou serviços e até se especializar em pesquisas e avaliações do comportamento do consumidor.

Achou o papo meio cabeça demais? Então ajudamos a mostrar como este ramo é dos mais promissores no País. Uma vez na área, há chance de atuação em emissoras de TV, produtoras de vídeos (não são poucos o que se informam e se divertem somente pelo YouTube), teatro, agências e rádio (que tal surfar na onda dos podcasts, hein?). Para quem é criativo, trata-se de um prato cheio, com a chance de lidar com som, imagem, design e muito mais.

Desenvolvimento

Capacitação constante é uma expressão que acompanha aqueles que escolhem a produção multimídia para chamar de sua. Ficar ligado em tudo o que ocorre no mercado e fora dele ajuda a definir em quais redes sociais um determinado conteúdo deve ser publicado. E como fazer isso, é claro, pois um vídeo que dá retorno no Facebook pode “flopar” no Instagram, devido ao modelo adotado.

Ou, ainda, uma outra rede social pode surgir não mais que de repente e migrar seu público-alvo em um piscar de olhos. Basta imaginar que, alguns anos atrás, o Snapchat era febre com seus filtros e atraía a garotada. Quem precisasse se comunicar com eles deveria dar um jeito de entrar nesse mundinho. Hoje, ninguém mais fala nisso e a bola da vez é o TikTok. Sentiu o drama?

Fato

Consumimos mídia o tempo inteiro e isso talvez seja o maior argumento da área para quem ainda não definiu os ramos da carreira. Agora em formato multitelas, com TV, smartphone, computador e o que mais for possível estar conectado ao mesmo tempo. Quem se especializa destaca-se em um setor competitivo, porém nadando de braçada em um inesgotável e invejável crescimento.

Serviço

No Centro Universitário Senac, o curso superior de Tecnologia em Produção Multimídia possui nota 5, a mais alta do Ministério da Educação (MEC), e oferece dois anos de uma incrível experiência aos alunos. Com aulas no campus Santo Amaro, em São Paulo, as atividades mostram como lidar com produções gráficas, design digital e industrial, e relação entre arte e tecnologia, com o último semestre sendo a cereja no bolo, dedicado à criação, produção e realização de um evento que reúne tudo o que foi aprendido em laboratório, incluindo empreendedorismo digital.

Por ser um tecnólogo, o curso tem a formação rápida tão desejada por quem sabe que tempo é dinheiro. Há oficinas acadêmicas e profissionais, formação interdisciplinar, eventos semestrais e a possibilidade de fazer uma pós-graduação em seguida, pois o título de tecnólogo abre portas para esse tipo de especialização. Num momento em que cresce o investimento multimídia para engajar público, nada mal, não é mesmo? Sem dúvida, vida universitária é no Centro Universitário Senac.