NOTÍCIAS
17/03/2020 18:00 -03

Governo poderá processar quem se rebelar contra medidas de controle do coronavírus

A polícia também poderá ser acionada contra quem descumprir as regras.

Marcelo Hernandez via Getty Images
Servidores públicos que colaborarem para o não cumprimento de medidas, serão processados por improbidade administrativa.  

O governo federal poderá processar criminalmente pessoas que não cumprirem medidas de isolamento que eventualmente sejam determinadas pelas autoridades no combate à pandemia de coronavírus, e usar a polícia para obrigar o cumprimento, de acordo com portaria editada nesta terça-feira (17) pelos Ministérios da Saúde e da Justiça.

A portaria determina que no caso da determinação das medidas previstas em lei aprovada no início de fevereiro, as pessoas deverão se submeter voluntariamente. O descumprimento das normas, no entanto, levará à responsabilização civil, administrativa e penal dos infratores.

No caso de servidores públicos que colaborarem para o não cumprimento de medidas, serão também processados por improbidade administrativa.

A lei de fevereiro trata de medidas a serem tomadas no caso de emergência de saúde pública. Entre elas estão isolamento, quarentena e a obrigação de realização compulsória de exames médicos, testes de laboratório, vacinação, tratamentos médicos, restrição temporária de entrada e saída do país, entre outras.

A lei atribuiu ao ministro da Saúde e aos gestores locais de saúde o poder de determinar essas medidas.

A portaria editada nesta terça-feira diz ainda que gestores do Sistema Único de Saúde (SUS), profissionais da área, administradores de hospitais e agentes de vigilância epidemiológica poderão requisitar auxílio das forças policiais para obrigar o cumprimento das medidas, quando necessário.