MULHERES
01/05/2020 05:00 -03 | Atualizado 01/05/2020 12:16 -03

'Prazer, Sou Mãe': HuffPost abre espaço para 30 mulheres e seu olhar sobre maternidade

Ao longo do Mês das Mães, publicaremos depoimentos diários de mães com lições de vida, questionamentos e reflexões.

Divulgação/Gabriela Valenca
A jornalista Nathália Duarte abraça o filho Enrico, recém-nascido. Ela é uma das participantes do projeto "Prazer, Sou Mãe".

Como jornalista, acredito que minha missão é contar histórias. Há mais de 6 anos no HuffPost no Brasil, sempre busco brechas no noticiário para focar no que mais me move, me comove e me atrai: pessoas.

Sim, nós escrevemos incessantemente sobre os cidadãos, os eleitores, os políticos, os artistas, os empresários, as organizações, as instituições. Pessoas físicas e pessoas jurídicas. Mas é o material humano o que mais me interessa desvendar: o que está por trás de CPFs e CNPJs. Os pensamentos, as dúvidas, os sentimentos, as emoções, os conflitos.

Em Todo Dia Delas, projeto editorial que durou de março de 2018 a 2019, levamos ao ar 365 reportagens de brasileiras empreendedoras, guerreiras e precursoras, que desbravaram meios notadamente masculinos.

Neste 2020, decidi desengavetar uma ideia antiga e aproveitar o Mês das Mães — este maio que começa hoje — para trazê-las para o centro da nossa cobertura.

Desta vez, a ferramenta principal não é a entrevista, como foi há 2 anos com Todo Dia Delas. Não é o HuffPost que vai apresentar essas mães; elas próprias escreverão. Sobre si próprias, seus olhares singulares sobre maternidade. Questionamentos, reflexões, questionamentos, desabafos: elas decidem o que vão publicar.

Nosso site apenas empresta o espaço. Prazer, Sou Mãe – este é um projeto sobre elas, com a autoria delas.

E, por aqui, leremos depoimentos como o de Nathália Duarte, jornalista que deixou para trás mais de 10 anos em uma empresa para se tornar doula, após dar à luz seu segundo filho.

Ou da produtora cultural Marcella Gutmann, que doou seus óvulos para que a esposa engravidasse. Depois de um “tratamento”, as duas conseguiram amamentar os gêmeos.

Ou da historiadora Sherol dos Santos, professora cujo maior desafio diário é educar uma criança negra em um país racista.

Ou da diarista Val da Silva, hoje aposentada, que teve de criar os 3 filhos praticamente sozinha após ficar viúva.

Nathália, Marcella, Sherol e Val são apenas algumas das autoras dos 30 artigos que serão publicados a partir de hoje.

O depoimento de estreia é da jogadora de futebol Tamires Dias, a única atleta mãe da Seleção Brasileira na Copa Feminina de 2019.

Prazer, Sou Mãe tem curadoria e produção da jornalista Ana Ignacio, mãe do Vicente, repórter de primeira linha e dona de uma sensibilidade ímpar.

Espero que essas histórias sejam um abraço em você, sobretudo neste momento tão difícil, muitas vezes solitário, que é a quarentena que atravessamos.

Boa leitura!

Divulgação/Arquivo Pessoal
Tamires Dias com sua família: o marido, César, e o filho, Bernardo.