Fazer uma pós-graduação ou investir no inglês? Por onde devo começar?

Primeiro passo é entender o seu mercado e o que é mais valorizado nele.

Cada vez mais o mercado de trabalho exige capacitações e novas habilidades e, para isso, é preciso correr atrás de recursos para se destacar.

Muitas pessoas me perguntam qual melhor investimento para a carreira, se devem fazer uma pós-graduação, MBA ou investir em um curso de inglês.

A resposta é: DEPENDE DO QUE VOCÊ QUER!

A verdade é: o mercado exige os dois. Quanto mais conhecimento, melhor!

Mas vamos por partes – afinal, quem prioriza tudo não prioriza nada.

O primeiro passo é entender o seu mercado e o que é mais valorizado nele. Se for uma indústria brasileira e que usa pouco o inglês, mas valoriza o quanto você entende do mercado e está atualizado nas novas tendências da área, vale investir num curso de especialização, por exemplo.

Se você está buscando trabalhar em uma multinacional ou até mesmo ser promovido a um cargo que tenha contato internacional, é mais interessante que invista no inglês, já que isso é primordial para crescer em uma empresa estrangeira.

Mas vamos lá, ter inglês não é apenas para quem trabalha em multinacional. As empresas brasileiras estão cada vez mais se globalizando e tendo interface com o mundo. Dessa forma, ter o idioma pode ser um diferencial para você ser escolhido para projetos bem interessantes da companhia.

Em muitos processos seletivos, temos mais dificuldades com a falta do inglês do que com a falta de pós-graduação. Ter inglês se torna cada vez mais um conhecimento primordial para conseguir uma vaga de emprego ou até mesmo para ter um aumento de salário dentro das empresas.

Faltou dinheiro para investir em cursos? Acesse pela internet e mantenha a disciplina para estudar em casa. Muitos sites e aplicativos para estudo de idiomas gratuitos podem ajudar bastante nesse momento. Hoje em dia, podemos praticar idiomas, ter acesso a cursos EAD e acessarmos conhecimento a todo momento e lugar.

Outro dia, eu li em uma pesquisa que o brasileiro gasta apenas 20 minutos por semana para investir em conhecimento. Isso é uma tristeza. Sério que só investimos isso na nossa capacitação? Onde estamos gastando todo o resto do tempo?

Temos tanto conteúdo de qualidade disponível por aí e não podemos deixar de usar isso a nosso favor, a favor do nosso crescimento pessoal e profissional.

Resumindo, faça uma análise do que é mais importante para você dentro da organização onde trabalha. Na dúvida, lembre-se do nosso mantra: Peça feedback para ter clareza do que precisa para evoluir na empresa, e manda bala!

Investir em conhecimento nunca é demais – e, isso sim, faz de você uma pessoa bem-sucedida!

E aí? O que você vai aprender hoje?

Este artigo é de autoria de articulista do HuffPost e não representa necessariamente opiniões do veículo. Assine nossa newsletter e acompanhe por e-mail os melhores conteúdos de nosso site.