COMIDA
07/08/2019 11:48 -03 | Atualizado 07/08/2019 11:54 -03

Popeyes distribui frango frito para entregadores 'não passarem vontade'

Após pesquisa nos EUA revelar que 30% dos motoboys já provaram comida na entrega, rede vai dar frango frito a entregadores do Brasil até domingo.

Divulgação

Uma pesquisa feita nos Estados Unidos que revelou que quase 30% dos entregadores já “beliscaram” a comida dos clientes chocou muita gente nos últimos dias, principalmente os usuários assíduos do delivery.

Dos 500 entregadores entrevistados, 28% admitiram já ter conferido o pedido e comer parte da comida. Já outros 50% confessaram ter desejado beliscar a comida alheia. O estudo feito foi feito com as principais empresas americanas do setor, como Uber Eats, GrubHun, DoorDash e Postmates.

Apesar de a pesquisa não ter sido feita no Brasil, ela gerou debate por aqui. Aproveitando o momento, a rede de frango frito Popeyes decidiu fazer uma ação especial para comemora o início de sua operação de delivery no Brasil e agradar os entregadores. Até o próximo domingo, dia 11 de agosto, a rede de fast-food dará tirinhas de peito de frango para motoboys de um pedido da marca. 

A ação acontece em todas as lojas que já atuam com delivery de Popeyes e é válida para pedidos feitos por todos os aplicativos de delivery na cidade de São Paulo e região metropolitana.

“Os entregadores passaram de serem malvistos pela população para serem as pessoas que resolvem a vida da maioria dos brasileiros, principalmente na hora da fome. É por isso que queremos valorizar esses profissionais, que são responsáveis para que nossas entregas de delivery cheguem em perfeito estado no cliente final”, conta Ariel Grunkraut, diretor de vendas e marketing da marca. “Além disso, deve ser muito difícil resistir a um frango frito de Popeyes durante a espera no preparo do pedido.”

Vale lembrar que a regra dos aplicativos de delivery no Brasil é entregar somente alimentos embalados e devidamente lacrados. Caso o lacre do pedido tenha sido violado, empresas aconselham não aceitar o pedido e fazer uma queixa.