Comportamento

13 dicas para conhecer o centro histórico de Salvador (sem cair em furadas)

Do Pelourinho ao Carmo, um guia para desbravar as ladeiras e travessas da capital baiana.

“Te espero no verão... Salve, Salvador!”

Se Salvador já é pura magia, no verão, então, a cidade floresce. E não é só pelo céu azul e os mares de águas calmas e quentinhas.

Para quem pretende visitar a capital baiana, mas quer ampliar o roteiro para além das barracas de praia, shows de axé e igrejas belíssimas, aqui está um roteiro com 10 dicas para desbravar o centro histórico — com direito à muita gastronomia e cultura!

1. Casa Ciranda

View this post on Instagram

15/09 @casaciranda Foto: @mayanecarvalho

A post shared by Casa Ciranda (@casaciranda) on

O espaço de arte e cultura recebe festivais e shows em Santo Antônio Além do Carmo. O local ainda dispõe de um bar e um restaurante abertos ao público.

2. ABOCA

View this post on Instagram

#Repost from @asmelhorescoisasdesalvador with @regram.app ... Música, poesia, irreverência, e uma pizza deliciosa: tudo isso em meio a um dos nossos lugares favoritos, o Santo Antônio Além do Carmo. Estamos falando da @abocacentrodeartes, a Associação Baiana e Observatório de Cultura e Arte (ABOCA)! - O espaço multicultural é fruto da revitalização de um casarão abandonado, e hoje atrai gente do país inteiro para curtir o ambiente intimista e de variadas performances. Inclusive, se você der sorte, pode se deparar com artistas de renome dando uma palhinha no microfone de @portella.acucar. - Por falar nele, Portella, @vekoaraujo, e sua banda são os responsáveis pelo dia de maior movimento no @abocacentrodeartes. As quartas musicais começam a partir das 19h, com apresentações variadas. Em nossa visita estava rolando um dj de ragga com um som maravilhoso! - O casarão também conta espaço para a exibição de vídeos e palestras, alem de uma galeria de arte diferenciada e com acervo próprio. Obras de Carybé, Carlos Bastos, Betty King, Waldomiro de Deus, e Juarez Paraíso podem ser encontradas. - O que também pode ser encontrado por lá são as famosas pizzas da casa (tem até no Ifood). Quem curte massa fininha não pode deixar de conferir! Os valores são bem amigáveis: R$ 5,00 (P) , R$ 15,00 (M), e R$ 45,00 (G), e os sabores variados, como Gorgonzola, Tomate Seco, Palmito, Pepperoni, Frango com Catupiry, etc. Durante a semana é ela a grande responsável por levar clientes fiéis à casa. - Ficou interessadx? Anote aí as infos e se programe pra curtir um programa diferenciado! . Onde: Rua dos Marchantes, 12 – Santo Antônio Além do Carmo. Quando: às quartas, das 19h às 22h. Em outros dias vale consultar antes. Quanto: às quartas, R$ 10,00 (associados) e R$ 20,00 (não associados). Demais dias: gratuito Mais informações: ☎ 99334-8893 - #ABOCA #ABOCACentrodeArtes #SantoAntônioAlemdoCarmo #PizzaArtesanal #noitedeSalvador #PortellaAçúcar #MelhoresCoisas

A post shared by ABOCA Centro de Artes (@abocacentrodeartes) on

Tá aí um programa para quem quer conhecer um rolê diferente na capital baiana. A Associação Baiana e Observatório de Cultura e Arte é um casarão sem pinturas nas paredes ou reboco, mas não se assuste. O ar pitoresco combina com a programação musical, de performances e artes em geral que o palco recebe.

3. Pysco

Boa comida com música ao vivo no meio do Carmo? Temos! E a vista, por si só, já valeria a visita ao Pysco.

4. Cafelier

Um local clássico para turistas e locais, com muita atenção aos detalhes e uma vista de tirar o fôlego. Vale a pena ir para almoçar, tomar um café da tarde ou só para conhecer. E se prepare: sempre há filas.

5. Casa Baluarte

Um casarão com vista para a Baía de Todos os Santos, precisa dizer mais? Fique atento na programação dos eventos na área verde, perfeita para desfrutar de um pôr do sol.

6. Cuco Bistrô

Imperdível! É assim que os visitantes se referem ao bistrô. O cardápio é reconhecido por seu respeito à tradição da comida baiana, sempre com um toque de originalidade.

7. Maria Mata Mouro

Mais uma ótima opção para quem quiser experimentar a culinária baiana nos arredores do Pelourinho.

8. SESC Pelourinho

A dica aqui é acompanhar a programação do SESC e ficar alerta aos eventos programados no espaço. Com shows, exposições e atividades para crianças, o local conta com uma diversidade de atrativos para toda a família.

9. Casa do Carnaval

A Casa do Carnaval é uma visita sensorial e interativa aos melhores momentos da folia baiana. Inaugurado em 2018, o museu é o must see para quem estiver visitando o Pelourinho.

10. Casa Boqueirão

Lojinha colaborativa de marcas locais e produtos artesanais selecionados. Além disso, possui um café com vista e algumas delícias (destaque para a torta de amêndoas com maçã e o drink de cachaça com gengibre).

11. Centro Cultural Solar Ferrão

Instalado em um casarão no Pelourinho, o Centro Cultural Solar Ferrão é composto pelo Museu Abelardo Rodrigues e mais quatro coleções: Arte Africana, Arte Popular, Coleção Walter Smetak e Coleção de Instrumentos Musicais Tradicionais Emília Biancardi. Destaque para essa última, que reúne dezenas de belas peças de origem indígena e africana dos mais variados tipos.

12. Poró Restaurante e Bar

Pratos tão saborosos quanto “instagramáveis”, drinks bem elaborados e espaço aconchegante. O Poró é um restaurante contemporâneo perfeito para quem quer tornar o almoço em uma ocasião especial - sozinho ou acompanhado. É amante de doces? Uma dica: prove o delicioso cheesecake de côco com manga.

13. O Cravinho

Cachaça, cravo, limão e mel. Essa é a base da bebida vendida no tradicional O Cravinho, bar no estilo taverna que é parada obrigatória para quem vai ao pelourinho. A cachaçaria oferece mais de 30 sabores da bebida infusionada. Ideal para ir para ir acompanhado e jogar conversa fora.