Uso de máscara em restaurantes durante a pandemia: O que fazer e o que não fazer

Vai colocar sua máscara sobre a mesa enquanto come fora? Tem certeza?

A covid-19 mudou o modo como fazemos praticamente tudo, inclusive comer fora. Agora que muitos restaurantes voltaram a servir as pessoas no próprio local, com mesas socialmente distanciadas em seu espaço interno ou externo, um novo problema se coloca: como usar máscara enquanto você está no restaurante?

O uso de máscara tornou-se obrigatório, na maioria dos estados, dentro dos estabelecimentos comerciais, e por um bom motivo. Mas o que fazer com a máscara na hora de comer? Você a coloca sobre a mesa? Guarda a máscara na bolsa até a hora de partir? Você põe a máscara outra vez quando vai falar com o garçom? E volta a colocá-la entre uma garfada e outra?

Estamos todos juntos enfrentando essa nova realidade, e as dúvidas são inúmeras e compreensíveis. O HuffPost consultou alguns médicos para ouvir suas sugestões.

Higienize as mãos assim que você se sentar

Quando você entra num restaurante, a primeira coisa que passa pela sua cabeça talvez seja ir ao toalete para lavar as mãos. Embora de modo geral nada supere lavar as mãos com água e sabonete, alguns médicos sugerem que nesta situação o mais recomendado seja se sentar à mesa e higienizar as mãos com álcool em gel.

Se você for ao banheiro, terá que percorrer o restaurante novamente para voltar para sua mesa, o que implica várias possibilidades de se contaminar novamente, e então tirar a máscara.

Em vez disso, recomenda o médico internista Vivek Cherian, “use o álcool em gel de seu vidrinho pessoal, que você deve carregar no bolso. Segure a máscara pelas tiras laterais quando tiver que manuseá-la, evitando a possibilidade de transferência de vírus entre a máscara e suas mãos.”

Nunca coloque sua máscara sobre a mesa

Agora que você tirou a máscara pelas tiras laterais, a pergunta de 1 milhão de dólares é: onde colocá-la? Mesmo os médicos têm sugestões diferentes quanto a isso, mas todos estão de acordo sobre um ponto: em hipótese alguma ponha a máscara em cima da mesa.

“Quando estiver comendo fora, o último lugar onde você pode querer colocar a máscara ao tirá-la do rosto é sobre a mesa”, disse Cherian.

Para minimizar as possibilidades de contaminação, médicos sugerem que você limite o número de vezes que põe e tira a máscara do rosto.
Para minimizar as possibilidades de contaminação, médicos sugerem que você limite o número de vezes que põe e tira a máscara do rosto.

“A covid é transmitida por gotículas respiratórias, que ocorrem mesmo quando as pessoas estão apenas conversando”, ele explica. “Logo, basta estar batendo papo com um amigo ou familiar para que gotículas caiam sobre sua máscara e a contaminem.”

Em vez disso, faça o seguinte

Cherian sugere que, além de álcool em gel, as pessoas levem ao restaurante um recipiente limpo e poroso, como um saco de papel ou mesmo um saquinho de malha para lavar roupa, no qual guardar a máscara. Isso evitará que a máscara entre em contato com possíveis contaminantes e, ao mesmo tempo, permitirá que ela seque.

“As máscaras de pano perdem a eficácia quando ficam úmidas, mesmo que seja apenas a umidade produzida pela respiração normal”, diz, explicando ainda que guardar a máscara dentro de seu bolso pode levá-la a ficar ainda mais úmida, especialmente se você estiver suando.

Se você não tiver um saquinho de papel à mão ou se esqueceu de trazer um saquinho de malha, Aaron Rossi, médico e VEO da Reditus Laboratories, que formou uma parceria com o estado do Illinois para oferecer testes de covid-19, propõe outra solução.

“Aconselho as pessoas a aproveitarem a elasticidade das máscaras para enrolá-las em volta de seu pulso enquanto estiverem comendo”, ele diz. Essa solução também ajuda a impedir a exposição da máscara a outros contaminantes.

Voce coloca as tiras de elástico em volta do seu pulso, com a parte interna da máscara (aquela que entra em contato com sua boca) dobrada para dentro. Você vai essencialmente estar usando a máscara como pulseira. Rossi diz que isso mantém a parte interna da máscara menos contaminada e também deixa a máscara acessível caso você precise recolocá-la rapidamente, especialmente quando for conversar com um garçom.

Você deve recolocar sua máscara entre uma garfada e outra?

Os médicos com quem conversamos desaconselham o manuseio excessivo da máscara, que pode contaminar a própria máscara e também outras superfícies com as quais ela entra em contato.

Cherian explica: “Ficar colocando e tirando a máscara constantemente entre garfadas podem na realidade, aumentar a chance de propagar a covid, já que você vai aumentar a possibilidade de passar vírus da máscara para suas mãos e depois para outras superfícies.” A recomendação dele é que a máscara seja usada até o momento em que você vai comer e só seja recolocada quando você estiver saindo do restaurante.

O que fazer na hora de conversar com o garçom?

Às vezes o garçom se aproxima da mesa quando você está sem máscara.

“O modo mais seguro de proteger o garçom seria, além de guardar distância de dois metros, que o comensal também estivesse de máscara” disse Cherian. “Mas isso envolve riscos adicionais ao comensal, já que colocar e tirar a máscara eleva o risco de passar o coronavírus da máscara para as mãos.”

Seria recomendável, obviamente, limitar o número de vezes que o garçom precisa voltar à sua mesa. Talvez você possa se virar sem pedir mais azeite.

Outra ideia proposta por Cherian: leve uma segunda máscara, limpa, como reserva. Coloque esta segunda máscara, manuseando as tiras com mãos limpas, em vez de recolocar a máscara que já foi usada e pode estar contaminada.

Quanto ao risco de contaminação dos garçons, não há resposta definitiva, mas Kent New, doutor em virologia, considera que provavelmente seja baixo. “Como o garçom está de máscara e está em pé, ouvindo comensais que estão sentados, o risco de contaminação que ele corre é desconhecido, mas provavelmente mínimo”, diz New.

Rossi também concorda que “o risco de transmissão do vírus, tanto para os garçons quanto para os fregueses, é mínimo” quando os garçons usam máscara e o contato é limitado a alguns minutos.

Correntinhas ou cordões pendurados no pescoço não são uma boa opção em um restaurante

Acessórios como correntinhas ou cordões pendurados no pescoço, semelhantes às correntinhas usadas para pendurar os óculos, estão ganhando popularidade para uso com máscara, e permitem que a máscara fique pendurada no pescoço enquanto não estiver sendo usada. São convenientes, mas se você os usar, vai correr o risco de expor a parte interna de sua máscara ao coronavírus.

“As correntinhas não impedem a máscara de ficar contaminada se for afastada do seu nariz e boca”, explica New.

O mesmo risco está presente quando as pessoas puxam a máscara para baixo do pescoço ou a deixam pendurada em uma orelha só.

“Deixar a parte interna da máscara exposta às gotículas respiratórias expelidas por outras pessoas contraria a própria finalidade da máscara. Seria melhor você simplesmente guardar a máscara até acabar de comer”, diz New.

Terminada a refeição, a recomendação é fazer a mesma coisa que você fez quando tirou a máscara: primeiro higienize as mãos, depois utilize as tiras para posicionar a máscara cobrindo seu nariz e boca.

Seja qual método você escolher para guardar sua máscara enquanto come, diz New, o maior risco não vem da máscara, mas das pessoas com quem você está comendo.

“O mais importante a ser lembrado quando você for a um restaurante é se certificar que as pessoas com quem você vai comer não foram expostas ao coronavírus recentemente”, diz. “Sua maior fonte de exposição serão as pessoas com quem você divide a mesa.”

Especialistas ainda estão aprendendo sobre a Covid-19. A informação contida nesta reportagem representa o que era sabido ou estava disponível quando ela foi publicada, mas as orientações ao público podem mudar à medida que os cientistas aprendem mais sobre o vírus.

*Este texto foi originalmente publicado no HuffPost US e traduzido do inglês.