ENTRETENIMENTO
09/06/2020 03:00 -03

8 filmes para entender o que é fascismo

Compreenda o que é e quais foram as (nefastas) consequências desse movimento político que se destacou na Itália de Mussolini.

Na última semana, a palavra “fascismo” se tornou quase onipresente no Brasil. Muito por conta da escalada autoritária do governo Bolsonaro, seguida de protestos pró-democracia, com a presença de grupos que se denominam antifascistas. Mas, afinal, o que é o fascismo? 

Essa pergunta não é muito simples de responder, pois o fascismo é um movimento político que se adaptou a diferentes realidades utilizando ideologias diversas. Porém, sua atuação é constituída com base em algumas medidas em comum.

O fascismo busca por meio de um governo autoritário e repressivo a união de uma nação que, em crise, quer retomar antigos ideais de tempos de glória, quando era uma nação forte, respeitada e temida por outras.

O ideal fascista ganhou força com a ascensão do ditador Benito Mussolini ao poder na Itália, na década de 1920. Em nome do fim da corrupção, da grave crise econômica que a Itália passava após a Primeira Guerra Mundial e com argumento de retornar aos ideais do Império Romano, Mussolini reprimiu violentamente os contrários ao regime por meio de milícias armadas e da censura.

No auge de seu governo centralizador e extremamente repressor, ele se aliou a outro famoso ditador com ideias similares: Adolfo Hitler, e apoiou os alemães na Segunda Guerra Mundial.

Porém, esse foi o começo de seu fim.

As consequências da guerra na Itália foram catastróficas e, mesmo um pouco antes do final oficial do conflito, no final de  final 1945, Mussolini foi capturado e executado por um grupo da resistência italiana. Seu corpo, já morto, foi pendurado de cabeça para baixo em uma estação petrolífera em Milão para exibição pública.

O período do fascismo e suas consequências nefastas ainda é muito sentido na Itália, e foi tema de diversos filmes. Principalmente do período do neo-realismo italiano, idealizado por cineastas como Vittorio De Sica e Roberto Rossellini até a década de 1970, com nomes como Bernardo Bertolucci, Pier Paolo Pasolini e Ettore Scola.

Por conta disso, reunimos aqui 8 filmes italianos para ajudar você a compreender melhor o que é fascismo.

*Infelizmente, nem todos os filmes da lista estão disponíveis em streaming no Brasil, mas achamos que eles não poderiam ficar de fora da seleção. Você pode encontrar alguns deles em DVD ou mesmo no YouTube (porém, nesse caso, sem legendas em português). 

Roma, Cidade Aberta (1945)

Divulgação

Clássico dos clássicos do neo-realismo italiano, Roma, Cidade Aberta é a obra prima do mestre Roberto Rossellini que mostra a resistência dos italiano à ocupação nazista, que conta, claro, com a conivência dos fascistas. A interpretação de Anna Magnani como Pina é simplesmente histórica. 

Sinopse: Na Roma ocupada pelos nazistas, a viúva Pina (Anna Magnani) está prestes a se casar com seu vizinho Francesco (Francesco Grandjacquet). Um dia antes do casamento, Giorgio Manfredi (Marcello Pagliero), que faz parte da resistência e está sendo perseguido pelos alemães e fascistas, pede abrigo na casa do amigo Francesco. Para completar sua última missão, Giorgio pede ajuda a Don Pietro, padre que realizará o casamento de Pina e Francesco.

Não está disponível em streaming no Brasil.

O Conformista (1970)

Divulgação

Nenhum cineasta italiano conseguiu traduzir de melhor forma o fantasma do fascismo no imaginário italiano como Bernardo Bertolucci em seus primeiros trabalhos. Um câncer de ódio e perseguição que se instaurou na alma do país e que deixou sequelas até hoje.

Sinopse: Marcello (Jean-Louis Trintignant), um funcionário do governo fascista, é designado para uma missão enquanto viaja para Paris em lua de mel. Ele deve matar um professor, crítico de Mussolini, que fugiu para a França pouco antes de o ditador ascender ao poder.

Onde ver: Amazon Prime Video.

A Estratégia da Aranha (1970)

Divulgação

Mais uma bela (e assustadora) reflexão de Bertolucci sobre as raízes do fascismo e suas consequências.

Sinopse: Athos Magnani (Giulio Brogi) viaja ao pequeno povoado de Tara para  investigar a misteriosa morte de seu pai, que ele nunca conheceu. A história é que seu pai, que também se chamava Athos Magnani, foi morto pelos fascistas porque ele foi um dos responsáveis por um atentado contra Mussolini. Porém, à medida que ele avança na investigação, que conta com a ajuda da ex-amante de seu pai, Draifa (Alida Valli), as coisas ficam cada vez mais confusas.

Não está disponível em streaming no Brasil.

O Jardim dos Finzi-Contini (1970)

Divulgação

O Jardim dos Finzi-Contini pode não ser um dos filmes mais famosos de outro grande mestre do cinema italiano, Vittorio De Sica (de Ladrões de Bicicleta), mas é perfeito em retratar o “mundo da fantasia” que a classes mais alta viviam sem se dar conta do desastre iminente. 

Sinopse: No final da década de 1930, os Finzi-Contini são uma das famílias judias mais ricas da Itália. Alheios ao que acontece durante o governo de Mussolini, que começa a perseguir judeus, seus filhos adultos reúnem amigos para partidas de tênis e festas em seus belos jardins.

Não está disponível em streaming no Brasil.

Amarcord (1973)

Divulgação

O cinema de Federico Fellini nunca teve um viés político muito forte, mas em seu filme de “memórias”, Amarcord, ele não podia ignorar a mancha do fascismo na formação de toda uma geração. Porém, sem perder a chance de tirar um sarro culto a alguém como Mussolini.  

Sinopse: O adolescente Titta (Bruno Zanin) é o vetor para uma análise cheia de nostalgia e sonhos sobre a vida na pequena e litorânea Rimini da década de 1930, no auge do governo fascista de Benito Mussolini.

Onde ver: Looke e NetMovies

Saló ou Os 120 Dias de Sodoma (1975)

Divulgação

Sempre provocador, o cineasta e poeta Pier Paolo Pasolini não deixou pedra sobre pedra quando fez um filme sobre o fascismo. Em Saló ou Os 120 Dias de Sodoma, ele buscou inspiração nos escritos do Marquês de Sade para retratar a relação entre dinheiro, poder, corrupção, sexo e violência como alicerce do pensamento fascista.

Sinopse: Quatro fascistas sequestram um grupo de 16 jovens na cidade de Saló durante a ocupação nazista, em 1944. Eles levam o grupo para uma mansão onde fazem todo tipo de experiência envolvendo sexo, escatologia, sadismo e morte.

Não está disponível em streaming no Brasil.

1900 (1976)

Divulgação

O fascismo é, mais uma vez, tema de um filme de Bertolucci. No entanto, em 1900 ele dá um contexto mais histórico ao crescimento não apenas do fascismo, mas também do comunismo por meio da história de dois amigos de infância de classes sociais distintas e do quanto as ideologias marcam a luta de classes. 

Sinopse: Passado na Itália durante o período entre 1900 e 1945, o filme conta a história de dois amigos de infância que acabam seguindo destino bem diferentes. Um dele é o camponês Olmo (Gérard Depardieu) e o outro Alfredo (Rovert De Niro), filho do dono da fazenda.

Onde ver: Looke e NetMovies

Um dia Muito Especial (1977)

Divulgação

Um dos melhores e mais sensíveis trabalhos do cineasta Ettore Scola mostra o quanto a repressão do governo fascista de Mussolini serviu para minar tudo o que havia de mais humano nas relações pessoais. Sophia Loren e Marcello Mastroianni estão arrasadores como a dona de casa presa em um relacionamento abusivo e o radialista homossexual perseguido pelo regime que acabam construindo uma bela e inesperada relação. 

Sinopse: No dia da primeira visita de Hitler à Itália, a dona de casa Antonietta Taberi é proibida por seu marido de ir ao grande desfile em homenagem ao líder nazista. Ela terá de ficar em casa por conta de seus afazeres domésticos. Enquanto vaga pelo conjunto habitacional onde vive, em Roma, que está vazio, ela acaba encontrando Gabriele, um ex-locutor afastado da Rádio Pública Italiana pelo governo fascista.

Não está disponível em streaming no Brasil.