NOTÍCIAS
05/06/2019 14:35 -03 | Atualizado 05/06/2019 14:37 -03

Bolsonaro sobre Neymar: 'Está em um momento difícil, mas eu acredito nele'

Presidente disse que deseja dar um abraço no jogador antes do jogo entre Brasil e Catar. Partida será nesta quarta-feira (5), em Brasília.

Alan Santos/PR
A declaração foi dada durante viagem à cidade de Aragarças (GO), para o lançamento do programa “Juntos pelo Araguaia”.

O presidente Jair Bolsonaro disse, na manhã desta quarta-feira (5), apoiar Neymar Jr., atleta da seleção brasileira que está sendo acusado de estupro ― e que deseja dar um abraço no jogador antes do amistoso entre Brasil e Catar, realizado nesta noite no Estádio Mané Garrincha, em Brasília.

 “Hoje devo estar no jogo do Palmeiras. Não, nossa, quase que erro aqui, no jogo do Brasil e Catar. Espero dar um abraço no Neymar antes do jogo, é um garoto, que está em um momento difícil, mas eu acredito nele”, afirmou, segundo o jornal O Globo.

A declaração foi dada durante viagem à cidade de Aragarças (GO), para o lançamento do programa “Juntos pelo Araguaia”, de recuperação do rio homônimo. Evento faz parte da Semana Nacional do Meio Ambiente.

Ao ser questionado novamente sobre Neymar, Bolsonaro disse ter certeza que o jogador fará dois gols na partida de hoje.

“Caso Neymar: Neymar, hoje à noite estamos juntos. Vai fazer dois casos o Neymar hoje à noite”, disse, segundo o jornal. 

Às vésperas do início da Copa América no Brasil, um escândalo envolvendo uma das estrelas da equipe brasileira se tornou um dos principais assuntos de discussão nas redes sociais e na imprensa. 

Três dias depois de uma mulher de 26 anos que se relacionou com o jogador Neymar Junior registrar um boletim de ocorrência em São Paulo  acusando-o de estupro, o atacante foi intimado a prestar depoimento por ter divulgado imagens íntimas da jovem ao expor mensagens que trocou com ela.

O amistoso de hoje servirá como uma espécie de termômetro de como está a popularidade de Neymar. Segundo o Globo Esporte, o atacante foi cercado por dezenas de torcedores que o aguardavam no hotel em Brasília.