ENTRETENIMENTO
30/01/2019 11:06 -02 | Atualizado 30/01/2019 11:48 -02

Netflix pede para que usuários parem de elogiar o serial killer Ted Bundy

Pessoas começaram a ressaltar a beleza de Ted Bundy, assassino necrófilo retratado em documentário do serviço de streaming.

Divulgação/Montagem
Além de documentário, serial killer também é o protagonista de um filme de ficção do mesmo diretor, estrelado por Zac Efron.

A Netflix usou sua conta no Twitter para pedir que seus usuários parem de achar Ted Bundy atraente. Bundy é um famoso serial killer americano retratado em um dos grandes lançamentos da plataforma de streaming em janeiro, o documentário Conversando com um Serial Killer: Ted Bundy.

“Eu já vi muita conversa sobre o suposto desejo por Ted Bundy e gostaria de lembrar a todos que há literalmente MILHARES de homens lindos em nosso catálogo - quase todos eles não são condenados por assassinatos em série.”

Tudo começou por contas de tuítes como estes:

“O psicopata mais bonito do mundo.”

“Ted Bundy é retratado como um bonito e charmoso serial killer porque... Ele era um bonito e charmoso serial killer.”

 Assista ao trailer do documentário:

 

Porém, o culto a Bundy tem tudo para aumentar nas redes sociais, pois outro filme que traz o serial killer como protagonista, e estrelado pelo galã Zac Efron, estreia ainda em 2019.

Esta usuária do Twitter, por exemplo, já nem sabe mais o que é realidade ou ficção:

“Não ligo para o que todo mundo fala... Eu estaria morta porque pegaria carona com qualquer um que parecesse com Zac Efron. Serial killer ou não.”

Mesmo sendo  ficção, o filme Extremely Wicked, Shockingly Evil, and Vile (Extremamente Malvado, Chocantemente mal e vil em tradução livre) é dirigido pelo mesmo diretor do documentário, Joe Berlinger.

Veja abaixo o trailer do filme:

O “charme” de outro serial killer da Netflix

Segundo a revista americana Vanity Fair, algo semelhante aconteceu com outra produção original da Netflix, a série Você.

A produção estrelada pelo ator Penn Badgley (Gossip Girl) conta a história de Joe Goldberg, um gerente de livraria que persegue e assassina todo mundo que ele não quer perto de sua nova namorada, Guinevere Beck (Elizabeth Lail).

Badgley ficou horrorizado quando pessoas começaram a romantizar a conduta do personagem e começou a rebater alguns tuítes.

“Não, obrigado.”

″@Penn Badgley me sequestre, por favor”

“A: Ele é um assassino”

“Já disse isso, mas @PennBadgley está quebrando meu coração mais uma vez como Joe. O que há nele?”