ENTRETENIMENTO
09/05/2020 03:00 -03

Museu do Studo Ghibli abre suas portas para raro tour virtual

Visitantes são proibidos de fazer imagens dentro do museu; portanto, aproveite essa viagem pela magia do Studio Ghibli.

Tours virtuais por alguns dos principais museus do mundo não são novidade, mas, por conta da pandemia do coronavírus, alguns locais com visitação bem restrita estão abrindo suas portas. Pelo menos à distância. Esse é o caso do icônico Studio Ghibli, o templo da animação japonesa localizado em Mitaka, na capital Tóquio. 

Após encerrar a venda de ingressos em fevereiro e adiar sua reabertura para (por enquanto) 31 de julho, o Museu Ghibli abriu um canal no YouTube com diários em vídeo feito por sua equipe. Desde o dia 14 de abril, toda semana são postadas imagens mostrando detalhes do exterior e interior do museu.

mizoula via Getty Images
Bilheteria do Museu Ghibli.

Pode parecer pouco, mas o Studio Ghibli é conhecido por ter um cuidado extremo em relação a suas obras. O próprio museu funciona em horários reduzidos e restringe muito o acesso a ingressos, que esgotam rapidamente — além de ter uma política bem rígida com relação a fotos e vídeos. Os visitantes são totalmente proibidos de fazer qualquer tipo de registro no interior do local. 

Ou seja, esses vídeos valem peso de ouro para o fãs do estúdio. Principalmente das obras dos mestres Hayao Miyazaki e Isao Takahata, autores de filmes que se transformaram na marca registrada do Ghibli, como Meu Amigo Totoro (1988), A Viagem de Chihiro (2001), O Conto da Princesa Kaguya (2013), entre muitos outros.

Neste vídeo, vemos a entrada e recepção do museu, que já recebe os visitantes com uma bela pintura cheia de personagens famosos de Miyazaki, como a bruxinha Kiki de O Serviço de Entregas da Kiki (1989) e as irmãs Mei e Satsuki e o gato-ônibus de Totoro:

Já aqui é mostrado a reprodução de uma sala de criação de um autor do estúdio repleta de referências aos 22 filmes do Ghibli. Busque em cada cantinho e você vai ver objetos que remetem a títulos como Porco Rosso: O Último Herói Romântico (1992) e O Castelo Animado (2004):

O terceiro vídeo mostra um momento ainda mais raro no museu, à noite, pois nesse horário o local já não está mais aberto à visitação. Com as luzes acesas, os incríveis vitrais temáticos espalhados pelo prédio ficam ainda mais bonitos:

Fique ligado, pois a página publica um vídeo novo toda semana, sempre às quintas-feiras. E, com exceção de O Túmulo dos Vagalumes (1988), todas as outras animações do Studio Ghibli estão disponíveis no catálogo da Netflix.