NOTÍCIAS
15/05/2019 14:57 -03

Prefeito de Salvador diz que 'não medirá esforços' para realizar Semana do Clima

Decisão contraria ordem de cancelamento do governo federal. Ministro afirmou que “não fazia sentido” para o Brasil organizar o evento.

Após o governo federal anunciar o cancelamento da Semana do Clima, o prefeito de Salvador (BA), ACM Neto, afirmou que a cidade tem “total interesse” em sediar o evento da ONU que discute mudanças climáticas.

No Twitter, ACM Neto disse que a realização da conferência é importante para a economia da cidade e que seria uma oportunidade “para mostrarmos os programas que estamos desenvolvendo dentro da agenda climática”.

Ainda segundo ele, a prefeitura “não medirá esforços” e vai dialogar com a ONU para que a reunião permaneça na capital.

A Semana do Clima foi cancelada pelo governo federal na última terça (14) depois de o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, afirmar que “não fazia sentido” para o Brasil organizar o evento.

Ao site G1, ele disse que a reunião seria apenas uma oportunidade para o grupo “fazer turismo” e “comer acarajé”. 

A edição latino-americana e caribenha da Semana do Clima, que aconteceria entre 19 e 23 de agosto, é o primeiro passo para a organização da COP-25 - que inicialmente seria realizada no Brasil.

No fim de novembro, ainda no governo Temer, o Itamaraty anunciou que o País havia desistido de sediar a conferência global por dificuldades orçamentárias.

Dias depois, o então presidente eleito Jair Bolsonaro disse que tinha participado da decisão e que o Brasil poderia ser “constrangido” a tomar posições se o evento ocorresse no País.