ENTRETENIMENTO
25/06/2020 21:05 -03 | Atualizado 25/06/2020 22:03 -03

Morre, aos 88 anos, a cineasta Suzana Amaral, diretora de 'A Hora da Estrela'

A causa da morte não foi informada pela família da cineasta, que apenas informou que não está relacionada à covid-19.

Morreu em São Paulo, nesta quinta (25), aos 88 anos, a cineasta Suzana Amaral, diretora de um dos grandes filmes brasileiros da história: A Hora da Estrela (1985), prêmio da crítica no Festival de Berlim, melhor direção no Festival de Havana e vencedora de seis prêmios no Festival de Brasília, incluindo o principal.

A causa da morte não foi informada pela família da cineasta, que apenas informou que não está relacionada à covid-19.

Reprodução
Marcelia Cartaxo e José Dumont em cena de "A Hora da Estrela", filme baseado no livro de Clarice Lispector.

Além de A Hora da Estrela, Suzana Amaral dirigiu os filmes Uma Vida em Segredo (2001) e Hotel Atlântico (2009), além da minissérie Procura-se (1993).

À Folha de S. Paulo, a filha de Suzana, Flávia, disse que sua mãe deixou um legado importante não apenas na cultura brasileira, principalmente no cinema, mas como educadora.