ENTRETENIMENTO
19/02/2020 18:36 -03

Morre o cineasta José Mojica Marins, mais conhecido como Zé do Caixão

Pai do cinema de terror brasileiro, diretor morreu na tarde desta quarta (19) em decorrência de complicações de uma pneumonia.

Divulgação
José Mojica Marins como Zé do Caixão em "À Meia-Noite Levarei Sua Alma" (1963).

Um dos cineastas brasileiros mais cultuados no exterior, José Mojica Marins, mais conhecido pelo nome de seu personagem mais famoso, Zé do Caixão, morreu na tarde desta quarta (19), aos 83 anos.

Segundo informou o jornal Folha de S. Paulo, o diretor morreu por complicações de uma pneumonia. Ele estava internado no hospital Sancta Maggiore, em São Paulo.

A imagem do Zé do Caixão se confunde com a de seu criador, José Mojica Marins, desde 1963, ano de lançamento de À Meia-Noite Levarei Sua Alma, primeiro filme estrelado pelo personagem, um coveiro sádico que buscava a mulher perfeita para que com ela gerasse um ser humano “superior”.

Marins já tinha feito seis longas antes de À Meia-Noite Levarei Sua Alma, mas o sucesso do Zé do Caixão e suas unhas imensas foi tão grande que o personagem estrelou, além de programas de TV, mais seis filmes. O último deles foi Encarnação do Demônio, de 2008. 

Considerado o pai do cinema de terror no Brasil, o paulistano Marins passou décadas sem ser respeitado pela crítica brasileira, que fazia chacota de seus filmes de baixo orçamento. No entanto, o cineasta passou a ser cultuado nos Estados Unidos quando seus filmes foram lançados em vídeo na década de 1990. Lá, ele se transformou em Coffin Joe, encontrando uma legião de fãs de horror que adoravam suas soluções criativas devido a falta de recursos para filmar.