ENTRETENIMENTO
13/04/2020 12:20 -03 | Atualizado 13/04/2020 14:11 -03

Morre o cantor e compositor Moraes Moreira

Moraes é autor de clássicos da MPB e uma verdadeira instituição do carnaval baiano. Causa da morte foi infarto.

Morreu, nesta segunda (13), no Rio de Janeiro, o cantor e compositor baiano Moraes Moreira, de 72 anos. A causa da morte foi infarto agudo do miocárdio. Informações sobre velório não serão divulgadas.

Natural da cidade de Ituaçu, Antônio Carlos Moreira Pires começou a carreira muito cedo, aos 12 anos, tocando sanfona em festas de São João. Já com o nome artístico, ele foi um dos fundadores de uma das bandas mais influentes e seminais da década de 1970, os Novos Baianos.

Reprodução/Instagram
Moraes Moreira (72 anos) foi o primeiro artista a cantar em um trio elétrico.

Ao lado de outros artistas que viriam a se destacar muito no cenário musical brasileiro, como Pepeu Gomes, Baby Consuelo (hoje Baby do Brasil), Paulinho Boca de Cantor e Luiz Galvão, Moraes Moreira compôs e lançou sucessos como Preta Pretinha, Brasil Pandeiro, A Menina Dança, Ferro na Boneca, O Samba da Minha Terra, Acabou Chorare, Mistério do Planeta, entre muitos outros.

Com o fim do grupo, em 1975, Moraes se lançou em uma carreira solo que rendeu 20 álbuns e se transformou em uma verdadeira instituição do carnaval baiano. Ele foi o primeiro artista a cantar em um trio elétrico, no famoso Trio Elétrico Armandinho, Dodô & Osmar. Entre suas composições “carnavalescas” que mais marcaram, canções inesquecíveis como “Pombo Correio”, Eu sou o Carnaval” e “Chame Gente”.

Ao todo, Moraes Moreira tem no currículo mais de 60 discos, deixando um legado incrível para a música brasileira.