ENTRETENIMENTO
07/05/2020 10:30 -03

Morre, vítima da covid-19, a atriz e radialista Daisy Lúcidi

Com extensa carreira na Rádio Nacional e participações em novelas da Rede Globo, Daisy Lúcidi tinha 90 anos.

A atriz e radialista Daisy Lúcidi morreu na madrugada desta quinta (7), aos 90 anos, no Rio de Janeiro. Ela estava internada no centro de terapia intensiva (CTI) do Hospital São Lucas, na zona sul da capital fluminense, desde 25 de abril e morreu por complicações decorrentes de infecção por covid-19.

Daisy nasceu no Rio, em 10 de agosto de 1929. Estreou na Rádio Nacional no auge da era de ouro do rádio, na década de 1950. Ela participou do programa Seu Criado, Obrigado!, ao lado de César Ladeira, durante dez anos, atuaou em diversas radionolevas. 

Em 1971, Daisy Lúcidi estreou o programa Alô Daisy, que permaneceu no ar por 45 anos. Foi o primeiro programa de rádio voltado para o público feminino, para a dona de casa, que contava com receitas, notícias de artistas e um quadro chamado Cidade, Atenção, com a com a equipe de radiojornalismo que ia para as ruas e mostrava os problemas da cidade. Depois, a produção cobrava das autoridades a solução para cada reclamação apresentada pelo público.

Já na TV, Daisy marcou presença em várias novelas da Rede Globo, como Bravo! (1976), O Casarão (1976), Paraíso Tropical (2007), Passione (2010), Geração Brasil (2014), Babilônia (2015) e na série Tapas e Beijos (2011 - 2015).