NOTÍCIAS
09/11/2019 10:05 -03 | Atualizado 09/11/2019 10:09 -03

‘Lutar pela Justiça não é tarefa fácil’, diz Moro após juiz soltar Lula

Sem citar nome do petista, Bolsonaro chama Lula de "canalha".

ASSOCIATED PRESS

Em mensagens compartilhadas no Twitter, o presidente Jair Bolsonaro chamou Lula de “canalha” e o ministro da Justiça Sergio Moro lamentou a decisão do STF (Supremo Tribunal Federal). Eles se manifestaram sobre a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na manhã deste sábado (9).

Moro afirmou que “lutar pela Justiça não é tarefa fácil” e disse que a decisão do STF ainda pode ser alterada. 

Bolsonaro não citou o nome do petista, mas em referência ao ex-presidente escreveu que seus apoiadores não deveriam dar “munição ao canalha” que está “momentaneamente livre”, mas “carregado de culpa”.

O vídeo que acompanha a publicação de Sergio Moro foi gravado na última sexta-feira (8), durante a cerimônia de posse na Academia Nacional de Polícia. O presidente Jair Bolsonaro também estava presente no evento.

Já em sua publicação, Bolsonaro recupera trecho de discurso em que cita os “amantes da liberdade” e agradece ao ministro da Justiça por sua atuação na Operação Lava Jato. O presidente atribui à Moro parte da responsabilidade de sua eleição.

“Em parte, o que acontece na política no Brasil, devemos a Sergio Moro”, diz o presidente.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva saiu da prisão após 580 dias preso em uma cela na sede da Polícia Federal (PF) em Curitiba, na tarde da última sexta-feira (8).

O juiz Danilo Pereira Júnior, da 12ª Vara Federal de Curitiba, determinou a expedição do alvará de soltura do ex-presidente após a decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) de derrubar a prisão após condenação em segunda instância.