6 das melhores maneiras de passar a hora do almoço no home office

Resista à tentação de trabalhar no seu horário de almoço, mesmo quando estiver em casa. Afastar-se da mesa de trabalho te deixará mais produtivo, na realidade.

Hoje, quando muitos de nós já não estamos indo ao escritório diariamente, como podemos aproveitar essa nova realidade em benefício próprio? Uma maneira é realmente fazer uma pausa sem trabalhar.

“Quando você trabalha de casa, fica fácil esquecer o horário do almoço ou simplesmente continuar trabalhando durante esse horário”, disse ao HuffPost Lynn Taylor, especialista em locais de trabalho e fundadora da empresa de acessórios Behind the Buckle. “Mas esse hábito pode acabar te prejudicando no longo prazo.”

Por mais que possa ser tentador não parar na hora do almoço – continuar trabalhando para dar conta de mais tarefas ―, isso na realidade te deixa menos, e não mais produtivo.

“Só temos a capacidade de trabalhar profundamente sobre tarefas por cerca de quatro horas por dia”, diz Lee Chambers, psicólogo ambiental e coach de bem-estar.

Para ele, também é aconselhável evitar “intervalos” nos quais você continua mexendo com seu laptop ou smartphone – lendo e-mails pessoais, se atualizando com as últimas notícias ou percorrendo redes sociais. Você não se sentirá renovado depois disso. E, além disso, é mais provável que acabe sendo sugado de volta ao trabalho.

Pedimos a alguns especialistas em locais de trabalho para compartilharem algumas das coisas mais indicadas a fazer no seu intervalo de almoço quando você está trabalhando de casa.

É aconselhável evitar “intervalos” nos quais você continua mexendo com seu laptop ou smartphone, se atualizando com notícias ou percorrendo redes sociais.
É aconselhável evitar “intervalos” nos quais você continua mexendo com seu laptop ou smartphone, se atualizando com notícias ou percorrendo redes sociais.

1. Afaste-se de sua mesa. Isso é o mínimo que você pode fazer

Afaste-se de sua mesa de trabalho na hora do almoço. Você merece um descanso.

... Ou afaste-se da mesa da cozinha, do sofá ou de onde quer que você fique quando trabalha de casa. Uma mudança de ares será benéfica.

“É muito fácil começar a fazer tudo diante da mesa de trabalho: almoçar, fazer telefonemas sociais, checar as notícias, dar uma olhada nas redes sociais, etc”, diz Taylor. “Mas afaste-se do ambiente onde você trabalha. Isso vai ajudar a desanuviar sua cabeça, te dará um reboot e te ajudará a ter um dia mais positivo, mais balanceado.”

O ideal é sair para respirar um ar fresco, mas se você não puder sair ao ar livre, simplesmente ir para outra parte da casa já pode fazer uma diferença.

2. Prepare um almoço saudável. E então se sente para comê-lo com prazer

“Um dos potenciais benefícios de trabalhar de casa é que você tem acesso a todos os ingredientes e utensílios da sua cozinha”, diz Chambers. “Cozinhar é uma atividade que requer atenção presente. Ela ajuda você a se desligar do seu trabalho e sair do seu ambiente de trabalho.”

Trabalhando no escritório, talvez você tivesse o hábito de pedir alguma comida gordurosa por delivery ou comer uma salada murcha sem sair de sua mesa. Agora que você está em casa, talvez seja mais fácil preparar alguma coisa fresquinha e nutritiva que não eleve seu índice glicêmico – logo, que não provoque o inevitável torpor da tarde.

Se você é alguém que frequentemente se esquece de almoçar ou sente que não tem tempo para cozinhar alguma coisa para seu almoço, prepare seu almoço com antecedência, na noite anterior ou pela manhã, aconselha a psicóloga clínica Jessica DiVento, gerente de programas de saúde mental do Google.

A prática da alimentação consciente – em vez de devorar um sanduíche ao mesmo tempo que você tenta dar conta de cinco outras tarefas – pode melhorar sua digestão e reduzir seu nível de estresse.

“Também devemos fazer um esforço para comer com atenção consciente, dando-nos o espaço e o tempo para desfrutar os alimentos, os sabores, aromas e texturas, ativando nossos sentidos e desacelerando nosso ritmo”, diz Chambers. “Tomar consciência do que você está comendo, ficar atento para o que está fazendo, ajuda você a se sentir mais com o pé no chão, a respirar melhor e, sem dúvida, a fazer uma digestão melhor.”

"A luz natural estimula a produção de serotonina e nos deixa mais felizes."
"A luz natural estimula a produção de serotonina e nos deixa mais felizes."

3. Se puder, saia ao ar livre

Um dos problemas de trabalhar de casa, especialmente durante uma pandemia, é a sensação de claustrofobia. Você está passando muito mais tempo em casa do que o habitual, e seu espaço residencial agora virou seu espaço de trabalho também. Por isso é essencial sair um pouco de casa. Dê uma volta no quarteirão na hora do almoço, ou simplesmente sente-se fora de casa para respirar um ar fresco.

“Quando saímos ao ar livre, vivemos a experiência sensorial do sol brilhando nos nossos olhos, os pés pisando o chão, o vento batendo no nosso rosto, os sons da natureza ou do bairro, os cheiros dos lugares por onde passamos”, diz Chambers. “A luz natural estimula a produção de serotonina e nos deixa mais felizes. Caminhar estimula a circulação do sangue, eleva nossa capacidade cognitiva e ajuda a dissipar qualquer torpor mental. Essa clareza nos ajuda a encarar as tarefas da tarde com vitalidade. Ao mesmo tempo, beneficia nossa saúde e reduz nosso estresse ambiental”, conclui.

4. Mexa-se

Fazer exercício físico na hora do almoço, mesmo que seja algo leve como uma caminhada ou um alongamento, pode ter um impacto positivo.

“Trabalhar de casa encerra muitos benefícios, incluindo o fato de você não perder tempo indo e vindo do trabalho”, comenta Lynn Taylor. “Mas uma das desvantagens é o sedentarismo excessivo, porque virtualmente tudo fica ao seu alcance fácil.”

Para combater esse problema, aproveite sua hora do almoço para movimentar o corpo: ande um pouco lá fora ou, se preferir não sair, faça alguns alongamentos. Ou ponha uma música para tocar e dance no seu quarto.

“Um dos inúmeros benefícios de se mexer é que isso te ajuda a pensar com mais lucidez e criatividade”, diz Taylor. “Sem falar que vai melhorar seu estado de ânimo.”

Você também poderia aproveitar esse horário livre para realizar alguma tarefa doméstica que envolve esforço físico, como varrer ou passar aspirador de pó. Qualquer tipo de movimento que eleve sua circulação “lhe dará mais energia física e mental para ser mais produtiva pelo resto do dia”, comenta DiVento.

“É essencial encontrar modos de conexão social que nos façam desligar do trabalho”, diz Chambers.
“É essencial encontrar modos de conexão social que nos façam desligar do trabalho”, diz Chambers.

5. Passe tempo com uma pessoa querida, presencialmente ou de modo virtual

Se antes da pandemia você costumava almoçar com seus colegas de trabalho, trabalhar em casa pode deixá-lo sentindo falta desse contato humano diário. Mas é possível recriar isso em casa, mesmo que seja de um modo socialmente distante, pelo telefone ou videochamada.

“É essencial encontrar modos de conexão social que nos façam desligar do trabalho”, diz Chambers. “Pode ser falando com seus familiares, brincando com um pet ou até falando ao telefone com alguém.”

Os pais que agora estão trabalhando em casa também podem passar o horário do almoço com seus filhos.

“Envolver suas crianças na rotina de comer e se mexer em seu horário de almoço te ajudará a fazer um intervalo do trabalho e também a estar mais presente para seus filhos”, diz DiVento.

6. Medite ou faça alguma outra prática que acalma

Use parte de seu horário de almoço para desacelerar, respirar fundo e verificar como você está. Você pode meditar em silêncio ou fazer uma meditação guiada com um aplicativo no telefone (mas não se esqueça de colocar o aparelho no modo de “não perturbar”).

“Adote uma postura relaxada e encontre um lugar tranquilo, distante de distrações e notificações”, recomenda Taylor. “Mesmo dez minutos diários apenas dessa prática a ajudarão a respirar mais fundo e lhe darão uma visão mais ampla e sadia do seu dia de trabalho – ou mesmo de sua vida em geral.”

Se meditar não te atrai, existem inúmeras outras maneiras de fazer um intervalo restaurador.

“Faça alguma prática reflexiva, como tirar um cochilo, meditar, guardar silêncio, orar ou escrever um diário”, recomenda Chambers. “Ou então uma prática criativa, como jardinagem, colorir e desenhar.”

*Este texto foi originalmente publicado no HuffPost UK e traduzido do inglês.