ENTRETENIMENTO
06/08/2020 02:00 -03

Os 10 melhores 'episódios engarrafados'

De recurso para redução de gastos a alguns dos capítulos mais celebrados das séries. Conheça nossos "bottle episodes" favoritos.

Você já percebeu que em muitas de suas séries preferidas há sempre um episódio meio fora de contexto, que possui uma história com começo meio e fim que se passa em um ambiente fechado ou uma mesma locação, com poucos personagens na tela? Pois é, esse tipo de episódio tem uma razão de ser e até um nome específico. São os “episódios engarrafados”.

O bottle episode nasceu, na verdade, de uma necessidade bem mundana: redução de gastos. Porém, com o tempo, eles foram se tornando tão populares que passaram de um mero recurso de economia de grana para alguns dos capítulos mais celebrados das séries de TV.

A ideia é gastar o menos possível com locações, novos cenários, atores coadjuvantes e figurantes. E todos sabemos que a economia caminha de mãos dadas com a criatividade. São nas maiores restrições de orçamento que surgem as ideias mais geniais.

O que conhecemos hoje como “episódio engarrafado” nasceu na série clássica Jornada nas Estrelas (1966-1969), uma produção de ficção científica que sofria com um orçamento apertado. Por isso, a solução foi produzir alguns episódios em que a história se passa inteira dentro da nave Enterprise. A equipe de produção de Star Trek começou a comparar esses episódios àqueles barcos em miniatura montados dentro de garrafas e daí surgiu o termo.

Nem todo mundo se empolga com os episódios engarrafados, já que algumas vezes eles quebram o ritmo de uma série que tem mais ação, mas é inegável que com o tempo, e a popularização deles, principalmente entre roteiristas, que adoram um bom desafio para mostrar suas habilidades, os bottle episodes se transformaram em uma verdadeira instituição na TV.

Selecionamos aqui os 10 melhores episódios engarrafados, em nossa humilde opinião. E aí, o que você acha? Agora que você já sabe o que é um bottle episode, tem algum favorito?

Veja aqui a nossa lista:

10 - 407 Proxy Authentication Required - Mr Robot

Divulgação

Na quarta e última temporada de Mr Robot, o diretor (e criador da série) Sam Esmail soltou de vez a imaginação. Vários episódios contaram com formatos bem distintos, mas o que mais se destacou foi o sétimo, em que o traficante Vera (Elliot Villar) mantém o racker Elliot (Rami Malek) e Krista (Gloria Reuben) reféns na casa da psicóloga. Todo resolvido na base do diálogo, 407 Proxy Authentication Required consegue ser o mais tenso de uma série recheada de momentos claustrofóbicos. Tudo sem sair de um apartamento e com apenas cinco atores em cena.

9 - The Chinese Restaurant - Seinfeld

Divulgação

Todo o episódio é passado na sala de espera de um restaurante Chinês. Assim como em The Pen, Kramer (Michael Richards) não aparece na trama. Mas ele não faz falta. Aqui, Jerry (Jerry Seinfeld), George (Jason Alexander) e Elaine (Julia Louis-Dreyfus) passam por uma mesa que deveria demorar uns 10, 15 minutos, de acordo com o maitre. É claro que não é isso que acontece. A cena em que o maitre chama “Cartwright” como se fosse “Costanza” entrou para o hall da fama da série.

8 - Ice - Arquivo X

Divulgação

Entre as muitas homenagens a filmes que tiveram grande influência em sua formação, Chris Carter não poderia deixar de fora a obra-prima maldita de John Carpenter: O Enigma do Outro Mundo (1982). O criador de Arquivo X não faz a mínima cerimônia em deixar bem claro que Ice é sua forma de celebrar o legado de Enigma, colocando os agentes Mulder (David Duchovny) e Scully (Gillian Anderson) investigando a morte de uma equipe de geofísicos em uma base remota no Alasca, que provavelmente foi causada por um parasita e alienígena. Os fãs de Carpenter agradecem.

7 - Brian & Stewie - Family Guy

Divulgação

Ao colocar apenas Brian e Stewie em um cofre que se fecha automaticamente e vai abrir apenas no dia seguinte, Seth MacFarlane conseguiu ressaltar o melhor de seu humor cheio de momentos ultrajantes, mas com alguns bem sensíveis. E melhor ainda, foi “forçado” a deixar de lado alguns de seus maneirismos irritantes, como as toneladas de referência pop em forma de gags que na maioria das vezes não acrescentam nada à trama. Brian & Stewie é engraçado, ácido, terno, nonsense, tudo ao mesmo tempo. é certamente o melhor coisa que MacFarlane escreveu em toda a sua vida.

6 - The One Where No One’s Ready - Friends

Divulgação

Considerado por muitos fãs (e olha que são muitos mesmo) o melhor episódio de Friends, Aquele em que Ninguém Está Pronto consegue “engarrafar” tudo o que a série tem de melhor, principalmente o ritmo da interação entre os Ross (David Schwimmer), Rachel (Jennifer Aniston), Monica (Courteney Cox), Chandler (Matthew Perry), Joey (Matt LeBlanc) e Phoebe (Lisa Kudrow). A história se passa inteira no apartamento de Monica e Rachel, com Ross surtando enquanto seus amigos enrolam para se arrumar para o baile beneficente do museu em que ele trabalha.

5 - Balance of Terror - Star Trek

Divulgação

Impossível deixar de fora a série que originou tudo, não é? Pois entre os muitos episódios engarrafados de Jornada nas Estrelas, um se destaca: Balance of Terror. Na primeira aparição dos terríveis romulanos no universo Star Trek, temos uma verdadeira batalha de submarinos interestelares em um tenso jogo de esconde-esconde que também marca a primeira vez em que a série fez um comentário direto a um acontecimento do “mundo real”, funcionando como uma alusão à crise dos mísseis em Cuba, que em outubro de 1962 quase iniciou a Terceira Guerra Mundial entre Estados Unidos e União Soviética.

4 - Fly - Breaking Bad

Divulgação

Ao contrário de todos os outros episódios retratados nesta lista, Fly divide os fãs da série em questão. No caso, Breaking Bad. Há quem ache uma chatice totalmente dispensável em uma temporada tão intensa quando a terceira, mas mesmo não acrescentando nada a trama em geral, o “episódio da mosca” é essencial para o crescimento dos momentos mais explosivos e também para o desenvolvimento dos protagonistas Walter White (Bryan Cranston) e Jesse (Aaron Paul), que mostram aqui todo o mosaico de suas personalidades. Dirigido por ninguém menos que Rian Johnson (Star Wars: Os Último Jedi, Entre facas e Segredos), que chega até a usar sua câmera do ponto de vista de uma mosca que Walter e Jesse tentar matar a todo custo, o episódio é, além de tudo isso, uma maravilha de roteiro e técnicas cinematográficas.   

3 - Pine Barrens - The Sopranos

Divulgação

Pine Barrels é tão bom, mas tão bom, que nem precisa da presença quase obrigatória de Tony Soprano (James Gandolfini) para ser considerado um dos mais marcantes de uma série do tamanho de Família Soprano. O pesadelo idílico de Chris (Michael Imperioli) e Paulie (Tony Sirico) em um floresta no meio do nada em pleno inverno depois que perdem de vista um mafioso russo que eles deviam matar é a síntese do texto afiado da dupla David Chase e Terence Winter. Imperioli e Sirico dão um verdadeiro show.

2 - The Suitcase - Mad Men

Divulgação

Focado na relação de amor e ódio/admiração e repulsa entre Don (Jon Hamm) e Peggy (Elisabeth Moss) The Suitcase espelha esses dois personagens. Na trama, Don e Peggy fogem de suas responsabilidade pessoais para mergulhar no trabalho, no caso, uma campanha para a a fabricantes de malas Samsonite. Aqui, vemos Don vulnerável e Peggy se tornando Don, alcançando um nível de intimidade que Mad Men nunca havia mostrado. 

1 - Teddy Perkins - Atlanta

Divulgação

Se na 1ª temporada da incrível Atlanta, seu criador e protagonista Donald Glover usa seu estilo peculiar de narrativa com mais moderação, na 2ª, ele desencana de vez de um formato que reconhecemos como tradicional em séries de TV. E o melhor exemplo disso é Teddy Perkins, um conto de terror vivido por Darius (LaKeith Stanfield) quando ele vai buscar um piano na casa de Teddy Perkins (Glover, irreconhecível), um rico excêntrico e recluso que guarda muitas semelhanças com Michael Jackson. Esse episódio engarrafado vai ficar gravado para sempre na sua cabeça, acredite.

Eleições nos EUA
As últimas pesquisas, notícias e análises sobre a disputa presidencial em 2020, pela equipe do HuffPost