ENTRETENIMENTO
25/12/2019 07:00 -03

Os 9 melhores episódios de séries de 2019

"The Crown", "Watchmen", "Barry", "Fleabag"... O ano foi rico em qualidade e diversidade na televisão americana.

Independentemente de uma série estar ou não em listas de “melhores do ano” de veículos especializados ou mesmo de premiações, como o Emmy ou o Globo de Ouro, alguns episódios se destacam como obras independentes e que deixam sua marca na História das produções televisivas. 

Neste quesito, o ano de 2019 foi rico em qualidade e diversidade, nos presenteando com histórias contadas das mais distintas e surpreendentes maneiras. Tramas que, mesmo curtas, reverberarão em nossos corações e mentes por um bom tempo.

Pensando nisso, selecionamos aqui 9 das mais marcantes.

Mas antes, só um adendo: a lista contém apenas séries.

Não contabilizamos minisséries porque a estrutura de episódios entre esses dois tipos de narrativa são diferentes, e seria injusto colocarmos tudo em um mesmo balaio.

Veja aqui se você concorda com a gente e dê mais sugestões nos comentários.

The Crown - Aberfan (3ª Temp. / EP 3)

Divulgação

A tragédia de Aberfan foi um dos episódios que mais marcou a vida da rainha Elizabeth II. Ela não quis visitar a pequena cidade no País de Gales depois de um acidente em uma mina de carvão que matou 116 crianças e 28 adultos em 21 de outubro de 1966. Além da sempre caprichada direção de arte tão característica de The Crown, o episódio mostra toda a força da atuação contida de Olivia Colman como uma Elizabeth dividida, que paga muito caro por sua teimosia e falta de empatia. Um episódio que diz muito aos brasileiros devido às similaridades do desastre de Aberfan com o que aconteceu em Brumadinho (MG), em janeiro deste ano, mostrando como o descaso leva a tragédias que nunca deveriam acontecer.

Euphoria - Shook One: Pt II (1ª Temp. / EP 4)

Divulgação

Todo o microcosmo de Euphoria compilado em um só episódio. É isso que o excelente Shook One: Part II faz com a série, um tipo de Short Cuts - Cenas da Vida (1993) teen passado em um parque de diversões, onde os dramas das personagens da trama se cruzam das maneiras mais diversas. Às vezes calculada, outras totalmente inesperadas. Além disso, podemos conhecer mais a fundo a história de Jules (Hunter Schafer) e a fotografia é de cair o queixo. 

Too Old to Die Young - The Fool (1ª Temp. / EP 5)

Divulgação

A série de Nicolas Winding Refn (Driver) tem a cara de seu diretor. Não faz concessões. O resultado do produto como um todo é bem desigual, mas não há como negar que este episódio, onde o policial/matador Martin Jones (Miles Teller) viaja até o Novo México para executar dois irmãos que comandam uma rede de pornografia, é impressionante em sentidos bizarramente conflitantes. Além dos elementos característicos de Refn, como as cores fortes e sequências altamente estilizadas, ele aqui emula David Lynch de Estrada Perdida (1997) em uma das cenas de perseguição de carro mais insanas da história, onde o cool e o ridículo andam de mãos dadas ao som de Mandy, na voz de Barry Manilow.

Legion - Chapter 23 (3ª Temp. / EP 4)

Divulgação

Em seus melhores momentos, Legion não tem medo de se entregar à psicodelia, e este Capítulo 23 é o auge do desapego com o realismo que faz dessa série uma raríssima exceção no universo das tramas de super-heróis. As fraturas no tempo causadas pelas viagens do herói/vilão David (Dan Stevens) em busca da origem de seu trauma podem ser, na verdade, o fator crucial para o fim do mundo, fazendo que toda narração deste episódio sofra de pulos temporais, “falhas no sistema” narrativo e outros truques bem criativos de linguagem visual.

Succession - This Is Not for Tears (2ª Temp. / EP 10)

Divulgação

O último episódio da excepcional 2ª temporada de Succession traz direção, atores e roteiro em completa sinergia. O drama shakespeariano da guerra pelo poder entre os Roy chega ao seu auge em uma reunião de família em um iate que tem apenas um propósito: eleger o bode expiatório que levará toda a culpa pelos crimes cometidos pelo conglomerado comandado pelo patriarca Logan (Brian Cox) para que sua posição de poder seja mantida. Sabe aquele almoço em família constrangedor? Multiplique isso por mil e você começará a ter ideia do que acontece em This Is Not For Tears

Mr Robot - 407 Proxy Authentication Required (4ª Temp. / EP 7)

Divulgação

Sam Esmail perdeu todas as poucas amarras que tinha ao filmar a última temporada de Mr Robot. Boa parte dos episódios têm estruturas totalmente distintas. Um verdadeiro potpourri de narrativas que traz um episódio engarrafado de Natal que emula o lendário Pine Barrens (considerado o melhor EP de Família Soprano) e outro inspirado no clássico cult noir (1955), que mostra um roubo alucinante sem praticamente nenhuma palavra dita pelos personagens. Mas o grande destaque dessa despedida é 407 Proxy Authentication Required, que tem a estrutura de uma peça de teatro em cinco atos em que Esmail coloca todo o seu talento como diretor e roterista a prova. Isso sem falar na excelente atuação de Rami Malek. Cheiro de Emmy no ar.

Fleabag - Episode #2.1 (2ª Temp. / EP 1)

Divulgação

O ano de 2019 é de Phoebe Waller-Bridge. E muito disso se deve a este episódio de abertura da 2ª - e, infelizmente, última - temporada da comédia dramática Fleabag. Por mais que o episódio final seja incrível, é no jantar entre Fleabag (Waller-Bridge) e sua família para comemorar o casamento de seu pai com sua madrasta que os diálogos precisos e cortantes da criadora da série se destacam mais. E é quando somos apresentados ao personagem que vai transformar o mundo da protagonista (e dos espectadores), de cabeça para baixo, o “padre gato” (Andrew Scott).

Watchmen - This Extraordinary Being (1ª Temp. / EP 6)

Divulgação

Watchmen vem surpreendendo todo mundo. O risco de adaptar uma das graphic novels mais influentes das últimas quatro décadas era imensa, mas Damon Lindelof (Lost, The Leftovers) assumiu esse abacaxi sem medo e entregou algo incrível. Ele não quis simplesmente continuar a obra de Alan Moore e Dave Gibbons, mas fez sua própria história no universo de Watchmen. Por mais que o episódio 8, A God Walks into Abar, seja incrível e mostre, finalmente, o Dr Manhattan, é neste This Extraordinary Being em que Lindelof consegue atingir a perfeição no conceito retcon (continuidade retroativa), contando a história de origem do Justiça Encapuzada sem soar desrespeitoso com o material de Moore e colocando sua visão própria em que o conflito racial substitui o medo do apocalipse nuclear como a ferida mais aberta dos Estados Unidos. 

Barry - ronny/lily (2ª Temp. / EP 5)

Divulgação

A comédia com toques existenciais capitaneada pelo comediante Bill Hader ganha um status ainda maior depois de ronny/lily, um episódio que mistura comédia sombria com nonsense e amargura que faria inveja aos irmãos Coen. quando Barry (Hader) é obrigado pelo detetive John Loach (John Pirruccello) a matar o namorado de sua ex-mulher, o matador de aluguel que quer largar essa vida para ser ator tem de enfrentar um inimigo dos mais inusitados. Esse episódio é uma verdadeira pérola de narrativa que será lembrado por muito tempo.

Eleições nos EUA
As últimas pesquisas, notícias e análises sobre a disputa presidencial em 2020, pela equipe do HuffPost