COMIDA
16/05/2019 11:55 -03 | Atualizado 16/05/2019 12:04 -03

Os melhores alimentos para seu intestino ― e por que você deve prestar atenção nisso

Chamado de "segundo cérebro", o intestino tem funções essenciais para o equilíbrio do seu corpo e sua saúde.

Intestino é um dos órgãos mais importantes do corpo humano, e talvez o mais subestimado deles. 

A maioria das pessoas acredita que a única função do intestino é conseguir fazer o “número 2”, mas ele é muito mais que isso. Você sabia, por exemplo, que o bom funcionamento do intestino está diretamente ligado à saúde mental, por exemplo?

O intestino, ou “segundo cérebro”, tem neurônios e aloja trilhões de bactérias, muitas delas envolvidas em processos cruciais para o organismo. Além disso, os neurônios intestinais (sim, temos neurônios “lá embaixo”) são responsáveis pela produção da serotonina, molécula que regula nosso “bem-estar”. Cerca de 90% da serotonina é produzida no intestino. 

“Existem mais de 500 tipos de bactérias no intestino”, disse a médica Katherine Brooking. “Eles compreendem nosso microbioma”. 

E, diferentemente do que sempre ouvimos, existem sim bactérias boas. Nosso intestino tem bactérias “boas” e “ruins” e há uma equilíbrio natural entre elas. As bactérias “boas” são responsáveis pela boa digestão e melhora da saúde do corpo, enquanto as “ruins” dão efeito oposto. 

Quando nossa flora intestinal está “desequilibrada”, há muito mais bactérias “ruins” do que “boas”. 

Quando sua flora intestinal não está boa, você sente alguns problemas digestivos, desconfortos abdominais, constipação ou diarreia. A longo prazo, contudo, aparecem problemas de saúde mais graves.

“Cientistas acreditam que as bactérias intestinais estão diretamente ligadas com a saúde do corpo”, disse Brooking. O desequilíbrio intestinal pode afetar o sistema imunológico e aumentar o risco de ter diabetes, câncer de cólon e até depressão. “Isso porque alguns tipos de bactéria podem proteger o aparecimento destas condições, enquanto outras aumentam este risco.”

A notícia boa é que é possível melhorar a saúde do seu intestino através da alimentação. A explicação é simples: se o intestino absorve os nutrientes dos alimentos, a escolha destes é essencial para um processo mais equilibrado. De fato, existem alguns alimentos que ajudam a “cultivar” as bactérias “boas” do nosso intestino e a melhorar o funcionamento dele, veja: 

Alho

Poh Kim Yeoh / EyeEm via Getty Images

Alho não só dá um gostinho a mais na comida ― ele também tem efeitos prebióticos. Os prebióticos são nutrientes que alimentos as bactérias “boas” no intestino e ajuda-as a se proliferarem. 

Aspargo

suteishi via Getty Images

Além de ser rico em nutrientes, o vegetal também tem efeitos prebióticos e é rico em fibras, que ajuda a estimular e regularizar o funcionamento intestinal.

Verduras escuras

Claudia Totir via Getty Images

Brócolis, rúcula, escarola, entre outras, são ricas em nutrientes e em fibras. 

Alimentos integrais

bhofack2 via Getty Images

Enquanto a farinha de trigo refinada, encontrada nos pães e massas, ajudam a “prender” o intestino, os alimentos integrais, com grãos minimamente processados, contêm mais fibras e nutrientes. 

Iogurte e kefir

Mekanikko via Getty Images

Uma vez que iogurte e kefir são alimentos fermentados, eles são ricos em probióticos, que são as bactérias “boas” do seu intestino. Prefira iogurtes naturais, sem ser açucarados ou desnatados. 

Kombucha

bhofack2 via Getty Images

Assim como iogurtes, a kombucha é fermentada e tem diversas bactérias “boas”.

Picles

Fudio via Getty Images

O picles (leia-se: não industrializado) é uma grande fonte de probióticos.

Mamão, manga, laranja e abacate

olindana via Getty Images

Estas frutas funcionam como “laxantes” naturais por serem ricas em fibras. Elas devem ser ingeridas com o bagaço ou casca, preferencialmente. 

Cereais

Sanny11 via Getty Images

Acrescente farelo de trigo, aveia, farelo de aveia, linhaça, chia no seu cardápio para aumentar a ingestão de fibras. Pode ser em forma de grão ou farinha.

Beba (muita) água

seb_ra via Getty Images

Água é fundamental para ajudar a processar a fibra e os demais alimentos no seu intestino. A ingestão de fibras, sem a ingestão adequada de água, pode dar o efeito inverso e causar constipação.