COMIDA
29/01/2019 14:10 -02 | Atualizado 29/01/2019 14:11 -02

O melhor momento para comer salada: Antes ou depois do prato principal?

Chefs e especialistas em etiqueta de todo o mundo discutem a ordem mais favorável à boa digestão.

Dreamer Company via Getty Images

Nos Estados Unidos tornou-se normal consumir as refeições sem cerimônia; nós as devoramos rapidamente em nossas mesas de trabalho, na área de descanso do escritório ou diante da televisão na sala de casa. Mas, em situações de jantar formal nos EUA, como banquetes ou casamentos, a refeição normalmente começa com uma salada com molho.

Os chefs e especialistas em etiqueta americanos explicam que a salada geralmente é o primeiro prato servido porque contém fibras e ajuda a nos saciar. Em muitas outras sociedades, porém, considera-se que comer a salada após o prato principal é o mais indicado para beneficiar a digestão.

Então como devemos comer nossas saladas: antes, durante ou após o prato principal? Conversamos com chefs e especialistas em etiqueta de todo o mundo para conhecer os protocolos relativos à salada em cinco culinárias globais diferentes e a lógica por trás de cada um.

Nos Estados Unidos normalmente se come a salada antes do prato principal.

As refeições formais nos Estados Unidos geralmente começam com uma salada e/ou uma sopa, seguida por uma entrada, o prato principal e depois a sobremesa. Segundo a especialista em etiqueta Jacquelyn Youst, da Pennsylvania Academy of Protocol, quando se começa a refeição com a salada, evita-se comer em demasia mais tarde.

“Os americanos geralmente consomem sua salada no início da refeição ou durante a mesma. Como revelam minhas pesquisas, comer a salada no início da refeição pode reduzir nossa ingestão calórica.”

A gastroenterologista Rabia de Latour, de Nova York, concorda com Youst, dizendo ao HuffPost que “o estômago detecta a saciedade após um período de tempo. Por isso, se você quer perder ou manter seu peso, é benéfico consumir alimentos com alto teor de fibras e baixas calorias, como alface, antes do resto da refeição.”

As refeições francesas incluem uma salada após o prato principal e antes da sobremesa.

O chef de cozinha formado na Europa Karl Guggenmos, da Healthy Meals Supreme, explica que os franceses creem que uma salada verde consumida após o prato principal pode ajudar a digestão. “Como as saladas são ricas em fibras, vão auxiliar na digestão dos alimentos consumidos antes. Além disso, a salada limpa o paladar e prepara o sistema digestivo para a sobremesa”, ele disse ao HuffPost.

Segundo a chef executiva Laetitia Rouabah, do Benoit, em Nova York, “na França a salada tradicionalmente é consumida após a refeição principal. Ela é servida apenas com uma vinagrete. Algumas pessoas dizem que isso auxilia a digestão e que a salada é uma boa fonte de vitaminas.”

Mas ela também nota que essa tradição alimentar vem mudando um pouco nos últimos anos, dizendo que “hoje os franceses também comem saladas como prato principal, acompanhadas de proteínas e vegetais. O momento em que se come a salada não deve exercer impacto grande sobre sua saúde, desde que os ingredientes que você utiliza seja saudáveis como um todo.”

Os italianos servem a salada, conhecida como “insalata”, junto com o prato principal ou logo depois dele.

Os jantares italianos clássicos incluem vários pratos pequenos servidos numa ordem muito específica. As refeições começam com um aperitivo como azeitonas ou um mix de nozes e castanhas, seguido por um antepasto (por exemplo salame ou semelhantes, queijos ou alcachofras), depois o “primo” (um prato quente, normalmente uma massa ou um risoto). O prato principal é conhecido como “secondo”  e normalmente é a base de carne ou peixe. Depois disso os italianos encaram uma travessa de “formaggi e frutta” (queijos e frutas), encerrando a refeição com um “dolce” (a sobremesa), drinques e café.

O chef Tony Gargano, da Osteria Bigolaro, em Chicago, disse ao HuffPost que as refeições italianas frequentemente incluem vegetais quentes (“contorno”) acompanhando o secondo e que as saladas frias, ou “insalata”, são servidas com o contorno ou logo após o prato principal.

“Na Itália, as refeições tradicionais, mais formais seguem uma estrutura composta de muitos pratos, com a salada servida após o prato principal, proteico. As saladas italianas geralmente são temperadas com azeite e vinagre. Acredita-se que servir a salada após o prato principal beneficia a digestão e prepara o paladar para o vinho. Isso porque o azeite ajuda a acalmar e equilibrar a digestão, enquanto a acidez do vinagre pode refrescar as papilas gustativas e intensificar o sabor da sobremesa e do vinho”, explicou Gargano.

“Salada” é um prato que não costuma constar da culinária chinesa, mas vegetais crus e cozidos frequentemente são servidos como entradas.

Como seria de se esperar de um país enorme como a China, a culinária nacional possui diversas permutações baseadas na geografia e em práticas regionais específicas. Assim, as tradições alimentares chinesas variam muito de lugar para lugar. Mas a prática de servir pratos de “comida fria” compostos de vegetais crus ou cozidos antes da refeição é comum às diversas variedades da cultura gastronômica chinesa.

“Os alimentos frios chineses raramente ou nunca são colocados todos juntos em uma tigela e depois regados com um molho”, disse à Flavor & Fortune a antropóloga alimentar Jacqueline M. Newman. “Geralmente são dispostos sobre uma travessa de maneira que agrade ao olhar, servidos à temperatura ambiente, morna ou muito fria, no início de um banquete ou de uma refeição familiar mais sofisticada.”

O chef Kaiyuan, da Atlas Kitchen, em Nova York, é especializado na culinária de Hunan. Ele prefere servir “saladas” vegetais antes do prato principal. “Comer a salada antes da refeição ajuda as pessoas a consumir mais vegetais. Como a salada inicia a refeição, é menos provável que seja deixada sobre o prato. A salada geralmente possui alto teor de fibras, gerando uma sensação de saciedade. Assim o comensal tem menos chances de comer alimentos calóricos e com alto teor de gordura depois da salada”, Li aconselhou.

O movimento ayurvédico, na Índia, aconselha que se coma salada após o prato principal, para melhorar a digestão.

A ayurveda, uma tradição medicina e nutricional antiga originária da Índia, gira em torno da ligação entre corpo e mente e utiliza esses princípios para promover o bem-estar e a geração de energia. Um dos elementos cruciais do ayurveda envolva o sistema digestivo, que, segundo os praticantes dessa tradição, fortalece nosso poder físico.

A nutricionista ayurvédica Anastasia Sharova, da Happy Bellyfish, aponta para a ligação entre as teorias ayurvédicas e a escolha de consumir a salada antes de um prato principal quente, dizendo que “segundo a ayurveda, os alimentos crus não são fáceis de digerir e nunca devem ser comidos juntamente com alimentos cozidos. Por isso se aconselha que saladas cruas sejam consumidas pelo menos 20 minutos antes da refeição principal. Mas outra alternativa é preparar uma salada deliciosa com vegetais levemente refogados, acrescentar um pouco de condimentos e consumi-la como parte da refeição principal.”

As opiniões sobre saúde digestiva exercem um papel importante na escolha de comer salada antes, durante ou após o prato principal, mas o timing da salada é mais uma questão cultural que uma regra nutricional firme. Desde que consuma verduras e legumes regularmente, você vai auferir seus benefícios, independentemente de onde optar por posicionar a salada em sua refeição.

*Este texto foi originalmente publicado no HuffPost US e traduzido do inglês.