ENTRETENIMENTO
15/07/2020 01:24 -03

Galinha, prêmio magrinho, cesta básica... A estreia do 'Masterchef' 2020 em 15 tuítes

Muita coisa mudou na nova edição, mas o lema do reality continua "menos é mais", literalmente.

Mesmo com um formato totalmente diferente das edições anteriores, não faltou emoção na estreia da 7ª edição do Masterchef. Briga por galinha, “vilão” relâmpago, esnobada na cesta básica, um campeão improvável... Aconteceu de tudo na temporada 2020 do reality gastronômico da Band.

Por conta da pandemia do coronavírus, o programa teve seu formato muito alterado. Dessa vez, cada episódio consagra um campeão entre oito participantes. Mas parece que a mudança mais radical aconteceu mesmo em relação aos prêmios.

Digamos que R$ 5 mil, um vale compras de R$ 500 na Amazon, um troféu miniatura e um curso de gastronomia na Estácio de Sá são indícios de que a crise bateu forte no Masterchef neste ano.  

Fuga da galinha

Mas, beleza, bola pra frente. Começa a competição e a grande atração foi... Uma galinha. 

Divididos em pares na primeira prova, os participantes tinham de fazer o prato preferido de um grupo de famosos. A cantora Ivete Sangalo pediu um caruru, o sertanejo Sorocaba uma galinhada, o pagodeiro Thiaguinho uma feijoada e o comediante Tirullita um estrogonofe de bode.

E a primeira treta da temporada não demorou muito para acontecer.

Tudo porque Ali Philipe, que não fazia ideia do que era um caruru, pegou uma galinha no mercado e deixou Thiago Medeiros sem o principal ingrediente de sua galinhada. 

Aí Thiago chega para a apresentadora Ana Paula Padrão com a pergunta que não quer calar: Como fazer uma galinhada sem galinha?

Claro que o povo adorou.

E logo elegeu Ali como o primeiro ranço do Masterchef 2020.

A vitória da galinha

E não é que a galinha acabou sendo decisiva? Mas para a fazendeira Cilene, que teve sua galinhada escolhida pelos jurados Paola Carosella, Erick Jacquin e Henrique Fogaça como o melhor prato da primeira prova.

Junto com ela, seguiram para a final: Saulo, Cláudia, Cecília, Hailton e Jéssica.

Menos é mais

Na final, os participantes tinham de fazer um prato com ingredientes de uma cesta básica. Quase todo mundo gostou muito dos ingredientes. Quase. Porque Cilene, que havia vencido a prova anterior, tinha outros planos, mais “sofisticados”.

No final das contas, menos é sempre mais, e Claudia, com um baião de dois, e Hailton, com um simples arroz com feijão, bife de fígado e salada de repolho, foram eleitos os dois melhores.

E o vencedor foi... Hailton, que cozinhou com o coração e emocionou a todos dizendo que fez fígado porque era a única carne que sua mãe tinha condições de comprar quando ele era pequeno.

É, Cilene, não é só de pato que se faz um Masterchef...