COMPORTAMENTO
12/12/2019 04:00 -03

A massagem facial gua shua realmente funciona?

Massagear o rosto com um cristal pode realmente fazer suas rugas desaparecer?

As massagens com o gua shua (pronuncia-se guáxuá) – pedras lisas em formato de meia-lua usadas para tonificar o rosto – têm sido vistas em todo lugar nos últimos dois anos.

Mas o gua shua não é uma prática nova. Na realidade, é anterior à medicina moderna e nasceu na China, onde as pedras são usadas há muito tempo para tratar problemas de todos os tipos através da raspagem (gua) da pele.

Como a acupuntura, o gua shua é baseado no conceito do fortalecimento do qi (pronuncia-se tchi), o equilíbrio e fluxo da energia do corpo.

O gua shua facial tem por objetivo proporcionar uma pele mais limpa, com menos rugas e uma aparência mais esculpida. Muitas marcas hoje vendem seus produtos para a pele acompanhados de uma pedra de gua shua.

Mas será que ela tem algum efeito real? Vale a pena gastar dinheiro com isso? Conversamos com especialistas que defendem duas posições distintas: uma praticante de gua shua e uma médica esteticista.

O que diz a praticante de gua shua

Começamos com Katie Brindle, do Reino Unido, especialista em medicina chinesa e fundadora do método Hayo’u.

Brindle pesquisa o gua shua desde 2002 e escreveu um livro sobre o assunto. Ela é praticante qualificada da medicina chinesa dos Cinco Elementos, diplomada pela instituição britânica Integrated College of Chinese Medicine.

Yulia Lisitsa via Getty Images
As ferramentas do gua shua facial têm formatos diversos. São moldadas para alinhar-se com sua estrutura óssea.

“Encaramos a beleza como a manifestação externa da saúde interna”, disse Brindle ao HuffPost. “Faz sentido, tanto assim que você nunca está com sua beleza no máximo quando você está doente. A ideia é enfocar a saúde, e a beleza decorrerá dela. Cabelos brilhosos, peso saudável, pele radiante – para a medicina chinesa, esses são sinais de que seus órgãos internos vão bem.”

Brindle define o gua shua facial como uma técnica simples e suave que promove a circulação e o fluxo linfático do rosto. As melhores ferramentas de gua shua são criadas com jade ou quartzo rosa e moldadas sem a utilização de resinas desnecessárias. O formato se assemelha a uma meia lua, para se adequar à forma de seu rosto durante a massagem.

Segundo a especialista, se você alguma vez já sentiu tensão no rosto, nos maxilares ou entre as sobrancelhas, o gua shua talvez seja exatamente o que você precisa.

“A ferramenta de gua shua permite trabalhar os músculos e a fáscia mais profundamente do que seria possível apenas com os dedos, para que você possa conscientemente soltar os pontos onde está tensa”, disse Brindle. “O gua shua facial ativa os pontos de acupressão situados ao longo dos 12 principais meridianos do rosto.”

Brindle explicou ainda que a medicina asiática valoriza a energia que certos objetos carregam e que é sabido que materiais como o jade e o quartzo rosa encerram energia curadora.

O que fala a médica esteticista

A médica esteticista Nyla Raja, fundadora do spa medicinal e clínica de estética Dr. Nyla Raja, questionou a capacidade do gua shua de suavizar rugas ou promover um lifting facial. Ela não acredita que a pedra consiga atuar sob a epiderme (a camada superficial da pele) e afetar a produção de elastina da pele.

“Quando você usa uma ferramenta de gua shua de jade em casa, está trabalhando seu rosto – estimulando a circulação sanguínea. Isso aumenta o volume de oxigêncio e nutrientes que chegam à pele, melhorando a saúde da pele”, disse Raja. “Mas é pouco provável que os efetos do gua shua  cheguem a um nível mais profundo, de modo que a prática provavelmente não estimula ou reforça a produção de elastina.”

A própria Raja já usou uma ferramenta de gua shua como parte de sua rotina de cuidados com a pele, mas pede cautela: “Não há mal nenhum em usar as pedras, especialmente como parte de uma rotina de cuidados em casa, entre tratamentos e limpezas de pele feitas por profissionais. Mas não espere que o gua shua resolva todas suas necessidades em matéria de skincare. Como é o caso de todos os tratamentos de pele, é preciso consistência, mas também elementos diferentes. Quem tiver rugas e marcas mais profundas não as verá desaparecer de uma hora para outra com o gua shua, mas deve em vez disso procurar um tratamento com colágeno, cujos efeitos chegam a um nível mais profundo, estimulando a produção de colágeno e fortalecendo a elastina.”

A conclusão da médica é esta: use uma ferramenta de gua shua como parte de sua rotina para estimular a circulação sanguínea, mas não espere milagres.

Muitos estudos já mostraram resultados impressionantes, mas focalizaram principalmente os efeitos do gua shua tradicional sobre o corpo, não especificamente sobre o rosto.

A prática sem dúvida alivia a tensão e pode ser incorporada em sua rotina diária de autocuidados. Mas o uso ou não da ferramenta de gua shua é uma escolha pessoal.

Quer experimentar uma massagem facial de gua shua? Veja como fazer.

“O gua shua é um tratamento tão holístico que não existe jeito errado de fazer”, comentou Katie Brindle. Ela recomenda que a pedra de gua shua seja usada por um minuto por dia, tempo suficiente para começar a notar benefícios. Mas também é importante seguir sua intuição para decidir quanto tempo lhe parece bom.

AndreyPopov via Getty Images
Uma ferramenta gua sha deve ser pressionada suavemente em todo o pescoço, rosto e decote.

Ela pode ser usada pela manhã, no chuveiro, ou antes de você se deitar, com um pouco de óleo. Com base nas energias que as pedras supostamente carregam, Brindle recomenda usar o quartzo rosa pela manhã e a pedra de jade durante o resto do dia e à noite.

1.Pressione a pedra suavemente sobre seu pescoço, rosto e colo.

2.Pressione a ferramenta suavemente e a segure sob cada olho e depois sobre cada olho fechado.

3.Começando do pescoço, traga a ferramenta para cima, em direção à sua testa, em movimentos suaves, com pressão.

4.Posicionando a ferramenta em um ângulo de 45 graus na direção que você quer trabalhar, use o lado arredondado para fazer movimentos suaves, com pressão, sobre a testa, as maçãs do rosto e então os lábios, cerca de oito vezes em cada direção. Use a ponta com curvatura dupla sobre sua garganta e seu maxilar.

Para limpar sua ferramenta de gua shua, basta colocá-la sob água corrente. Para quem quiser ver mais técnicas, Katie Brindle tem vários vídeos em seu Instagram pessoal e sua conta do Hayo’u Method que podem lhe orientar.

Se seu rosto ou corpo ficarem corados durante o tratamento, pode ser assustador ou parecer fruto de um traumatismo, mas a medicina chinesa considera que a vermelhidão (sha) é a resposta curadora do organismo. A quantidade de sha vai depender de seu tipo de pele e da força do tratamento.

Quando evitar o gua shua

Segundo Brindle, quem está fazendo quimioterapia não deve fazer gua shua nas 48 horas anteriores ou 24 horas posteriores a cada tratamento. As grávidas também farão bem em evitar o gua shua, a não ser que seja feito por uma profissional, devido aos pontos de acupressão existentes no rosto e corpo que podem, em casos raros, desencadear contrações uterinas. Algumas outras situações em que não se recomenda fazer gua shua: durante a menstruação, já que o gua shua pode afetar o volume do fluxo, e sobre pele que esteja com rosácea.

Brindle destacou também que no caso de pessoas com veias faciais visíveis, a ferramenta de gua shua deve ser usada de modo diferente: “Em vez de fazer movimentos com pressão, simplesmente segure a pedra de jade sobre a área afetada e deixe que ela aqueça naturalmente, depois vire a pedra e repita. Em vez de usar o lado arredondado da ferramenta, use o lado plano da ferramenta de jade e passe suavemente sobre os contornos do rosto.”

Uma ferramenta de gua shua ainda pode ser usada se você tiver botox ou enchimentos dérmicos – basta evitar as áreas tratadas. “A ferramenta pode ser usada em todas as áreas do seu rosto que não receberam botox ou outro tratamento, para eliminar a diferença entre a pele com e sem botox”, disse Brindle.

“Recomendamos que se evite a área tratada por 28 dias após o tratamento com enchimento dérmico e por 14 dias após uma aplicação de botox. Mas você pode continuar usando as ferramentas de gua shua nas outras partes de seu rosto.”

*Este texto foi originalmente publicado no HuffPost US e traduzido do inglês.