NOTÍCIAS
29/04/2020 14:26 -03 | Atualizado 04/05/2020 13:02 -03

São Paulo torna obrigatório o uso de máscaras no transporte público a partir de quinta (7)

Ônibus com ao menos um passageiro sem máscara será multado em R$ 3.300 por dia. Exigência também vale para táxi e transporte por aplicativo.

CraigRJD via Getty Images

A partir de quinta-feira (7) será obrigatório o uso de máscaras no transporte público em São Paulo. A exigência vale para metrô, trens da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) e ônibus municipais e intermunicipais, além de táxis e transporte por aplicativos. A informação inicial era de que a obrigatoriedade começaria na segunda (3), mas foi adiada.

Passageiros e motoristas deverão usar a máscara. O motorista poderá recusar a corrida ou negar a entrada do passageiro se não houver o uso da proteção. O ônibus que tiver ao menos um passageiro sem máscara será multado em R$ 3,3 mil por dia. O passageiro será advertido verbalmente.

A decisão foi inicialmente anunciada na última quarta-feira (29) pelo governador João Doria, pelo prefeito Bruno Covas e pelo secretário de Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy. Segundo Baldy, a medida é uma reedição do que vem sido adotado em vários países. Nesta segunda (3), Doria confirmou a exigência, mas com validade a partir do dia 7.

“E vem sendo observada como assertiva e recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Não será permitido o acesso ao transporte sem máscara. Podem ser as caseiras, de pano. É uma medida de proteção à saúde e à vida de quem precisa do transporte para se locomover todos os dias”, afirmou.

São Paulo é o estado com maior número de diagnósticos positivos de covid-19, com 2.627 óbitos e 31.772 casos. No Brasil, há 6.750 mortes, com 101.147 casos confirmados da doença, de acordo com dados do Ministério da Saúde de domingo (3).

Eleições nos EUA
As últimas pesquisas, notícias e análises sobre a disputa presidencial em 2020, pela equipe do HuffPost