NOTÍCIAS
27/02/2019 15:56 -03 | Atualizado 27/02/2019 15:56 -03

Morre maquinista de trem que bateu na Estação São Cristóvão, no Rio

A colisão entre 2 trens ocorreu por volta das 7 da manhã. Vítima ficou mais de 7 horas presa às ferragens.

ASSOCIATED PRESS
Bombeiros tiveram dificuldade para resgatar maquinista da locomotiva envolvida em colisão em São Cristóvão.

O maquinista do trem envolvido em acidente na manhã desta quarta-feira (27) no Rio de Janeiro morreu após mais de 7 horas preso às ferragens, informou o Corpo de Bombeiros do estado. A colisão entre os 2 trens aconteceu na Estação São Cristóvão por volta das 7h da manhã.

Os bombeiros enfrentaram bastante dificuldade para acessar a área da locomotiva onde Rodrigo Assunção estava. Ele só foi retirado das ferragens às 14h30.

Foi atendido com máscara de oxigênio e deitado em uma maca. Socorristas tentaram reanimá-lo por meia hora, mas não tiveram sucesso.

Os bombeiros informaram que Assunção “estava lúcido” e chegou a conversar com eles, segundo o G1.

O acidente comoveu centenas de passageiros na plataforma. 

Outras 8 vítimas da colisão tiveram ferimentos mais leves e foram atendidas em hospitais municipais. Delas, 7 já tiveram alta antes das 15h.

Um trem do ramal de Deodoro se chocou com uma composição que saiu da Central. Um dos trens estava parado na hora da colisão. A Agetransp já iniciou a investigação do caso.