ENTRETENIMENTO
18/05/2020 11:09 -03 | Atualizado 18/05/2020 18:04 -03

Live histórica do Joy Division marca os 40 anos da morte de Ian Curtis

Apresentação ao vivo, que acontece hoje, às 16h, conta com os ex-integrantes da icônica banda Bernard Sumner e Stephen Morris.

Em memória aos 40 anos da morte de Ian Curtis, seus ex-companheiros do Joy Division - uma das bandas mais influentes da década de 1980 - farão, nesta segunda (18), apresentações que prometem ser históricas.

Em uma live, que acontece às 16 horas (horário de Brasília), o guitarrista Bernard Sumner e o baterista Stephen Morris se juntam outros artistas e bandas como The Killers, Elbow, Mark Lanegan e Kodaline para tocar clássicos do Joy Division, como Love Will Tear Us Apart, Transmission, She’s Lost Control, Atmosphere, Isolation, entre outros.

Já o outro ex-integrante do grupo, o baixista Peter Hook, publicou no YouTube um concerto de 2015, de três horas de duração, tocando todas as músicas do grupo que nasceu na cidade de Manchester (Inglaterra). Você pode acompanhar a apresentação aqui:


O próprio Hook postou hoje em sua página no Instagram a visita que fez na manhã desta segunda ao túmulo de Curtis.

Foi adorável visitar Ian esta manhã. Tocar todas as músicas do Joy Division como fizemos em 2015 foi realmente uma sensação maravilhosa - poder fazer isso por ele. Espero que vocês gostem do show completo hoje.

Obrigado. Hooky. 18/5/20.

Mesmo com apenas dois discos, Unknow Pleasures (1979) e Closer (1980), o Joy Division se tornou uma verdadeira instituição do post-punk, um gênero musical surgido na Inglaterra que misturava as raízes de rebeldia do movimento punk com um estilo mais poético, introspectivo e cheio de experimentalismos, como a adição de batidas eletrônicas. 

Após a trágica morte de Curtis, que se suicidou em 18 de maio de 1980 com apenas 23 anos de idade, Sumner, Morris e Hook formariam outra banda icônica dos anos 1980: o New Order.

Querido Ian, lembramos de você com boas lembranças, mas sentimos muito a sua falta. Para amigos que não estão aqui, derramamos nossas lágrimas. - Bernard Sumner.

A história de Ian Curtis se tornou ainda mais famosa para o público em geral com o lançamento do filme Control (2007). Dirigido por Anton Corbijn, a produção traz Sam Riley como o compositor e vocalista do Joy Division.

A live com Sumner e Morris pode ser vista no site da United We Stream, organização que está levantando fundos para o combate da pandemia da covid-19 e para uma campanha por saúde mental.