COMIDA
30/09/2019 08:36 -03 | Atualizado 30/09/2019 17:10 -03

Frutas como limão e laranja podem não ser 'totalmente veganas'

Frutas podem ser revestidas por ceras de origem animal.

Se você é vegano e se preocupa em não consumir nenhum produto de origem animal, como mel de abelha, bala de goma ou produtos que fazem testes em animais, saiba que frutas como limão, laranja e abacate podem não ser inteiramente veganas ― bom, só quando se corta a casca.

No Brasil, estas e outras frutas recebem uma cera ao final do processo de colheita. Esta cera deixa a fruta mais brilhosa, bonita e também ajuda a aumentar sua validade. 

O problema é que entre as ceras que são permitidas pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) duas têm origem animal: a cera de abelha, produzida por abelhas, e a goma laca, ou shellac, que é uma resina produzida por um inseto chamado Kerria lacca, encontrado na Índia e na Tailândia. 

Géza Bálint Ujvárosi / EyeEm via Getty Images

Esses revestimentos estão listados no Sistema Internacional de Numeração de Aditivos Alimentares, elaborado pelo Comitê do Codex sobre Aditivos Alimentares e Contaminantes de Alimentos, e são seguros para o consumo. 

Além da cera de abelha e da goma laca, existem ceras que são de origem vegetal, como a cera carnaúba (muito utilizada), cera de casca de arroz e demais resinas. Normalmente, aplica-se uma mistura da carnaúba com outra cera, podendo ser shellac ou de abelha.

Elas são listadas como produtos “glaceantes”, ou seja, substâncias aplicadas na superfície externa do alimento para dar uma aparência brilhante ou revestimento protetor. 

Enquanto as resinas são usadas para dar brilho às frutas, a cera é uma reposição da cera natural dos frutos que foram perdidas no processo de lavagem pós-colheita. 

“Após colher a fruta, ela é lavada e escovada para tirar o grosso da sujeita que vem do campo. Com isso, sai também a cera natural que evita que ela transpire mais, e com isso, ocorre a perda de água. Isso gera mais tempo na prateleira”, disse Lenice Magali do Nascimento, pesquisadora científica do Instituto Agronômico de Campinas (IAC) ao Globo Rural.

Estas ceras são utilizadas, normalmente, em frutas que não se come a casca, como limão, laranja e abacate. Ao Globo Rural, a pesquisadora Lenice enfatizou que as ceras não fazem mal à saúde.

Mas, como ficam os veganos que podem consumir, por exemplo, fatias de limão com casca ou utilizar raspas e pedaços de cascas para receitas, sem saber que elas podem conter produtos de origem animal?