NOTÍCIAS
17/10/2019 14:28 -03 | Atualizado 18/10/2019 18:41 -03

Contra vontade de Bolsonaro, Delegado Waldir segue líder do PSL na Câmara

Tentativa do presidente de emplacar o filho como líder do partido fracassou. Em reação, Bolsonaro tirou Joice Hasselmann da liderança de governo.

Adriano Machado / Reuters

O cabo de força pela liderança do PSL pendeu para o lado dos que defendem o posição do presidente da legenda, deputado Luciano Bivar (PE), de acordo com informação da Secretaria-Geral da Câmara dos Deputados. O órgão informou que o deputado federal Delegado Waldir (GO) segue líder.

A composição contraria a intenção do presidente Jair Bolsonaro, que se mobilizou para destituir o deputado e emplacar o filho, Eduardo (SP). Liderado pelo presidente, um grupo de 27 deputados apresentou um requerimento trocar o líder.

Imediatamente, aliados de Waldir reagiram com um documento assinado por 32 parlamentares minutos depois. 

Para que a troca de líderes aconteça, são necessárias assinaturas de mais da metade dos parlamentares da bancada no pedido. Os PSL tem 53 deputados. 

Segundo a Secretaria-Geral da Câmara, as assinaturas apresentadas pelo grupo dissidente, próximo a Bolsonaro, não alcançaram o número suficiente para tirar Waldir do posto.

Na quarta-feira (16), o filho do presidente chegou a conceder coletiva se portando como líder e chamando para si a responsabilidade de orientar os caminhos da sigla na Casa. 

Irritado com o resultado, Bolsonaro tirou a deputada Joice Hasselmann (SP) da liderança do governo. Pesou contra ela o fato de ter assinado a lista em favor de Waldir. 

A disputa pela liderança do PSL na Câmara acontece em meio a uma guerra aberta na legenda entre Bolsonaro e o presidente do PSL, deputado Luciano Bivar (PE).