COMPORTAMENTO
31/08/2019 03:00 -03

Posso colocar na máquina as roupas que devem ser lavadas à mão?

Por que os fabricantes colocam etiquetas de lavar à mão nas roupas.

Sempre achei que o método da minha melhor amiga de lavar as roupas à mão era um milagre multitarefas: ela lava as peças no banho. Apesar da simplicidade, nunca consegui imitá-la. Durante anos, sempre coloquei as roupas na máquina – lavando sutiã e outras peças no ciclo mais leve da máquina. E eu sempre evito comprar roupas de tecidos muito frágeis ou com muitos detalhes.

Isso porque as etiquetas que pedem lavagem manual me irritam. Sempre suspeitei que elas fossem uma maneira de o fabricante se livrar da responsabilidade se desse algo errado depois de colocá-las na máquina. 

É meio verdade, mas lavar à mão é a melhor maneira de cuidar dos tecidos mais leves que usamos hoje em dia, diz Sean Cormier, diretor assistente de desenvolvimento e marketing têxtil do New York Fashion Institute of Technology. Cormier tem décadas de experiência em controle de qualidade de tecidos e passou 18 anos como diretor de qualidade da grife Liz Clairborne.

Parece que os fabricantes querem usar só uma ou duas etiquetas diferentes e não se esforçam para determinar qual é a melhor maneira de cuidar dos produtos.

Para controlar os custos, diz Cormier, as empresas têm usado tecidos mais leves, que têm maior tendência de formar bolinhas. Elas também usam tintas mais baratas, que tendem a desbotar com mais facilidade.

“Se você é fabricante, não vai querer desagradar a seus clientes”, diz ele. “Então, se faz cortinas, não quer que elas desbotem por causa do sol. Se faz roupas, não quer que elas encolham. E, se seus produtos formam bolinhas, ninguém vai comprá-los de novo.” Cormier diz que as bolinhas são um problema particularmente ruim para as fabricantes de roupas.

“Parece que os fabricantes querem usar só uma ou duas etiquetas diferentes e não se esforçam para determinar qual é a melhor maneira de cuidar dos produtos”, afirma Cormier.

Se você, como eu, fica tentado a jogar tudo direto na máquina, saiba que isso maltrata as roupas. A lavagem danifica e estica as fibras delicadas de certos tecidos. Isso é especialmente verdade nas máquinas cuja porta de abertura fica na frente, afirma Cormier. 

“Nesse tipo de máquina, as roupas ficam caindo umas sobre as outras durante a lavagem”, diz ele. “As que abrem por cima são mais gentis, pois as roupas só se mexem lateralmente.”

“Lavar à mão é a maneira mais segura para evitar problemas, especialmente no caso de tecidos como caxemira, seda e renda”, diz Gwen Whiting, co-fundadora da The Laundress, empresa especializada no cuidado de tecidos.

Esses tipos de tecido devem ser sempre lavados à mão, afirma Whiting.

(Isso mesmo. Apesar de várias peças de seda possuírem etiquetas recomendado lavagem a seco, normalmente não há problemas em lavá-las em casa. Só certifique-se de que elas não vão soltar tinta.)

Esse processo também vale para as peças decoradas, como pedras e lantejoulas.

SilviaJansen via Getty Images
Não torça roupas lavadas à mão! Você pode danificar as fibras do tecido.

Apesar da minha relutância, lavar as roupas à mão não dá tanto trabalho assim.

Basta seguir esses passos básicos recomendados por Lindsey Boyd, co-fundadora da The Laundress: 

1. Encha de água o tanque ou um balde – água quente para algodão e sintéticos duráveis; fria para os tecidos mais delicados mencionados acima.

2. Acrescente um pouco de sabão (Cormier recomenda um produto de baixo teor alcalino), faça espuma e coloque as roupas.

3. Deixe as roupas de molho por dez minutos, depois enxágue na torneira.

4. Aperte as peças contra as paredes do tanque ou do balde para retirar o excesso de água. Não torça, pois isso pode danificar as fibras do tecido e fazer as peças perderem a forma.

5. Estenda para secar. 

Aleluia!

Se você estiver com muita pressa, não tem problema colocar peças delicadas na máquina. Mas sempre as proteja com uma sacolinha e use sempre a lavagem mais suave. Cormier recomenda lavar as roupas do avesso, para evitar a abrasão.

No fim das contas, o método da minha amiga não é tecnicamente “correto”. Mas ele é prático e fácil. Imagino que a expectativa de vida dos meus sutiãs vá dobrar – e isso é uma ótima notícia para a minha conta bancária.

*Este texto foi originalmente publicado no HuffPost US e traduzido do inglês.