LGBT
18/07/2019 12:12 -03 | Atualizado 18/07/2019 12:36 -03

Promotoria americana abandona caso de abuso sexual envolvendo Kevin Spacey

O processo foi suspenso após o homem que acusa o ator ter se negado a testemunhar em uma audiência.

MediaNews Group/Boston Herald via Getty Images via Getty Images
O ator Kevin Spacey foi acusado de abusar sexualmente de um jovem de 18 anos.

Os promotores responsáveis pelo processo envolvendo o ator KevinSpacey, ex-protagonista de House of Cards, abandonaram o caso na última quarta-feira (17). Eles desistiram do caso após o homem que acusa Spacey de agressão sexual se recusar a depor em uma audiência. 

De acordo com o promotor Michael O’Keefe, o processo contra o ator foi retirado “por causa da indisponibilidade da testemunha queixosa”, segundo o jornal The New York Times.

O caso já vinha enfrentando dificuldades nas últimas semanas. Os advogados de Spacey haviam acusado o homem de deletar mensagens de texto que conteriam informações sobre a inocência do ator.

Mas a vítima afirmou que perdeu o celular. Segundo a defesa de Spacey, o aparelho era necessário para recuperar as mensagens.

Diante do juiz, o jovem negou a exclusão das mensagens ou a manipulação de prints das conversas que ele forneceu aos investigadores.

Mas quando foi pressionado pela defesa de Spacey sobre as mensagens, ele invocou seu direito à Quinta Emenda, presente na Constituição americana, e se recusou a dar o testemunho de auto-incriminação.

Então, o juiz disse que seu depoimento seria retirado do registro do caso. Questionado como poderiam levar Spacey a julgamento se o acusador continuava a se recusar a testemunhar, os promotores decidiram retirar o caso.

A denúncia de crime sexual contra o ator  foi apresentada formalmente à justiça em dezembro de 2018 pela polícia de Massachussets.

Entenda as acusações contra Kevin Spacey

A acusação contra o ator se tornou pública em meio ao movimento #MeToo e fez parte de uma série de denúncias envolvendo Spacey. Ele nega que tenha cometido os atos.

De acordo com a vítima, Spacey abusou sexualmente dele no Club Car, um bar em Nantucket, em 2016, onde o adolescente, então com 18 anos, trabalhava como ajudante de garçom.

O homem disse à polícia que foi falar com Spacey depois do trabalho porque queria tirar uma foto com a ex-estrela de House of Cards.

Ele disse que Spacey comprou várias bebidas para ele e tentou persuadi-lo. Depois, abriu a calça do homem e começou a apalpá-lo.

A vítima disse que tentou se afastar de Spacey, mas não sabia o que fazer porque não queria criar problemas já que era menor de idade e havia bebido. O homem disse que fugiu quando Spacey foi ao banheiro.

Pouco tempo depois de ser acusado pela vítima, o ator postou um vídeo no YouTube simulando o seu personagem Frank Underwood em House of Cards.

Ele dizia: “Eu certamente não vou pagar o preço pelas coisas que não fiz”.