ENTRETENIMENTO
01/10/2019 06:00 -03

Muito além do Coringa: 5 atuações impressionantes de Joaquin Phoenix

De um homem apaixonado por um computador a um marinheiro autodestrutivo, Phoenix já entregou performances marcantes.

Sim, Joaquin Phoenix está espetacular como o Coringa. Mas como o filme estreia nesta quinta-feira (3) e estamos proibidos de dar spoilers, resolvemos reunir cinco de suas melhores performances além do vilão da DC Comics. E olha que algumas ótimas, como Johnny Cash em Johnny & June, ficaram de fora.

Veja nosso ranking e deixe sua impressão na caixa de comentários:

5 - Ela (2013)

Divulgação

Mais identificado com personagens mais “extremos”, Joaquin Phoenix entrega uma de suas mais atuações mais sensíveis na pele do tímido Theodore, um escritor de cartas solitário que se apaixona por um sistema operacional. Sua “inadequação” natural cai como uma luva para o personagem, que desenvolve uma estranha relação amorosa com uma voz sem nunca cair no ridículo.

4 - Era Uma Vez em Nova York (2013)

Divulgação

Phoenix consegue algo incrível neste excelente - e pouco visto - filme de James Gray. Seu personagem, Bruno Weiss, é cativante sem deixar de ser asqueroso. A trama, que se passa na Nova York de 1921, conta a história da imigrante polonesa Ewa Cybulski (Marion Cotillard), que é separada de sua irmã doente assim que chega à Ilha Ellis. Ela é ajudada por Weiss, que à primeira vista é um homem com boas intenções, mas que é, na verdade, um cafetão que passa a explorá-la. A impressão é que Phoenix vai estourar em pura selvageria a qualquer momento, mas ele conduz uma interpretação contida na medida certa.

3 - Você Nunca Esteve Realmente Aqui (2017)

Divulgação

Personagens esquisitos não são novidade na carreira de Phoenix, e Joe, o traumatizado veterano de guerra de Você Nunca Esteve Realmente Aqui não é exceção. O destaque fica para sua performance mais física antes, claro, do Coringa. Diferentemente do filme sobre o vilão dos quadrinhos, em que ele está esquelético, aqui ele ganhou peso. Seu Joe é um homem de poucas palavras que expressa todo o seu desespero no olhar. Ele é um homem que não consegue mais se reinserir na sociedade e ganha a vida como facilitador, ou seja, alguém que faz o “trabalho sujo”. Contratado por um poderoso senador para resgatar sua filha, obrigada a trabalhar em uma rede de escravas sexuais,  ele acaba se embrenhando por um bizarro caso de sexo e violência. 

2 - The Sisters Brothers (2018)

Divulgação

Infelizmente, uma das melhores atuações de Joaquin Phoenix não pode ser vista nos cinemas no Brasil. Isso porque o ótimo western do francês Jacques Audiard (O Profeta, Ferrugem e Ossos) nem sequer foi lançado no circuito brasileiro. Phoenix brilha ainda mais fazendo uma fenomenal parceria com John C. Reilly. Eles são Charlie e Eli Sisters, dois pistoleiros que recebem a missão de eliminar Hermann Kermit Warm (Riz Ahmed), um cientista que descobriu uma fórmula quase milagrosa de achar ouro. A persona inquieta de Phoenix encaixa perfeitamente com o jeitão mais bonzinho de Reilly em um faroeste que foge de algumas fórmulas características do gênero. 

1 - O Mestre (2012)

Divulgação

De todas as grandes performances de Phoenix, nenhuma supera a do marinheiro Freddie Quell. Mesmo a do Coringa. O ator encarna um homem que é praticamente um animal selvagem acuado em uma jaula. Orientado por Lancaster Dodd (Phillip Seymour Hoffman), o líder de uma organização religiosa claramente inspirado em L. Ron Hubbard, o fundador da cientologia, ele tenta conter seus ataques de raiva descontrolados. O resultado? Uma atuação impressionante de um homem que anda o tempo todo no fio da navalha entre sua natureza autodestrutiva e a salvação que o condena a uma dependência total a Dodd.